Publicidade

Diário Liberdade
Sábado, 13 Mai 2017 16:17 Última modificação em Quarta, 17 Mai 2017 01:27

Ciberataque afeta 99 países, registra 75 mil casos é classificado de 'sem precedentes' por polícia europeia

Avalie este item
(0 votos)
/ Comunicaçom / Fonte: Opera Mundi

Houve registros de ataques em praticamente todos os maiores países da Europa, Rússia, China, EUA e Brasil, e tanto órgãos públicos como empresas privadas de diversos setores foram alvos

Segundo a empresa de antivírus tcheca Avast, o ciberataque já afeta 99 países. "Já estamos vendo 75 mil detecções do WanaCrypt0r 2.0 em 99 países", explicou no blog da Avast o especialista em informática Jakub Kroustek.

Houve registros de ataques em praticamente todos os maiores países da Europa, Rússia, China, EUA e Brasil. Eles atingiram tanto órgãos públicos como empresas privadas de diversos setores.

O país mais afetado, no entanto, foi o Reino Unido, que teve os seus serviços de saúde suspensos durante todo o dia. De acordo com a Europol, tanto a Grã-Bretanha como a Espanha pediram ajuda formal para combater o ciberataque.

Na França, a montadora Renault confirmou ter sido alvo; na Alemanha, a Deutsche Bahn, companhia ferroviária estatal, também teve computadores afetados; o Banco da Rússia e os sistemas de computadores da companhia estatal de Ferrovias (RZhD, sigla em russo) do país registraram o ataque, informaram neste sábado essas instituições.

O Brasil também registrou o ataque e diversos órgãos públicos suspenderam temporariamente suas atividades para evitar a propagação dos vírus. Os serviços do INSS e diversos departamentos de Justiça estaduais, por exemplo, foram paralisados momentaneamente durante a sexta, mas o Gabinete da Presidência informou que os problemas foram "pontuais".

Ainda de acordo com o Gabinete, "não há registros e evidências de que a estrutura de arquivos dos órgãos da administração pública federal tenha sido afetada".

Ransonware

O ataque desta sexta-feira foi um ransonware, um tipo de vírus que ataca o computador, smartphone ou qualquer outro dispositivo e o torna "refém", como se fosse um sequestro. Os hackers pedem um resgate em dinheiro para que o usuário possa voltar a ter acesso aos próprios dados.

Diversos especialistas chamam o ataque de ontem de "Wanna Cry" ("Quer chorar", em tradução livre) e, segundo o jornal "The New York Times", o vírus foi roubado da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos. De acordo com a publicação, o ataque foi realizado pelo grupo Shadow Brokers.

De acordo com informações de empresas de antivírus, os ataques do tipo aumentaram 50% no último ano e, além de atingir usuários comum, os ransonwares começaram a agir contra instituições, escritórios e estruturas públicas.

A empresa Kaspersky calcula que, entre as empresas, passou-se de um ataque a cada dois minutos para um a cada 40 segundos. Já entre os usuários particulares, houve um ato a cada 10 segundos no ano passado.

(*) Com Efe e Ansa

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar