Publicidade

Diário Liberdade
Sábado, 07 Mai 2016 16:00 Última modificação em Sábado, 07 Mai 2016 16:03

Uma autópsia do PT combativo

Avalie este item
(1 Voto)
Sergio Domingues

Clica na imagem para ver o perfil e outros textos do autor ou autora

Fazer uma “autópsia” da vocação contestadora do PT é fundamental para a esquerda que não se deixou render. Pelo menos, para tentar evitar o mesmo fim melancólico.


Nesse sentido, são valiosas as contribuições de “Uma esquerda para o capital”, tese acadêmica de Eurelino Coelho, transformada em livro em 2012.

A pesquisa concentra-se na atuação de duas correntes políticas no interior do PT. Uma, a Articulação, que dirige o partido e reúne líderes como Lula, Aloísio Mercadante e José Dirceu. A outra, o Partido Comunista Revolucionário (PRC), de José Genoino e Tarso Genro, que mais tarde se tornaria a Democracia Radical.

A corrente lulista sempre foi a mais moderada, comparada às outras tendências petistas. Já o PRC, surgiu como agrupamento da esquerda revolucionária. Por anos, elas divergiram radicalmente quanto aos rumos do partido.

Mas, no início dos anos 1990, elas se aproximaram bastante, com a corrente de Genoino assumindo posições políticas que ficavam, inclusive, à direita da Articulação.

A atuação das duas forças teria sido fundamental na preparação do PT para assumir o governo federal com um projeto rendido à lógica neoliberal.

Elemento importante nessa trajetória foi o abandono do caráter classista da atuação petista. Em seu lugar, lideranças dos dois agrupamentos defendiam “valores éticos” e o “governo para todos”.

O grande teste para esses posicionamentos aconteceu em 1994. A campanha eleitoral de José Dirceu ao governo paulista recebeu doações da Odebrecht. Mas a crise no grupo dirigente do partido não envolveu o financiamento em si, apenas acusações de corrupção contra a empreiteira.

O abandono do classismo logo levaria à frouxidão ética. Depois, à mesa de dissecação.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar