Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Terça, 26 Julho 2016 20:16 Última modificação em Sexta, 29 Julho 2016 17:28

Pesquisa Datafolha “é uma das inúmeras fraudes jornalísticas dos últimos anos”

Avalie este item
(1 Voto)
País: Brasil / Comunicaçom / Fonte: Diário Liberdade

O jornal Folha de S. Paulo recebeu duras críticas pela manipulação de dados em pesquisa recente que indicou que a maior parte da população brasileira apoia a permanência de Michel Temer na presidência da República e que somente 3% pedem novas eleições.

Em um momento no qual o presidente da República não foi eleito pelo povo, mas sim colocado no cargo após um golpe de Estado apoiado pela imprensa, o único elemento de legitimação de tal processo são as pesquisas de opinião pública, segundo Afonso de Albuquerque, professor da Universidade Federal Fluminense e pesquisador das relações entre mídia e política. “Não se trata de medir a opinião, trata-se de produzir a opinião, de produzir legitimidade”, afirmou, em entrevista ao portal da EPSJV.

A pesquisa do Datafolha, que foi publicada na edição online de sábado (16) e na impressa de domingo (17) do maior jornal brasileiro, foi desmascarada na mesma semana, quando portais alternativos revelaram que na verdade 62% dos entrevistados disseram defender novas eleições. Além da distorção dos dados, a publicação escondeu informações como a preferência pelo ex-presidente Lula em uma possível eleição.

Repudia a manipulação da grande mídia? Apoie a campanha financeira do Diário Liberdade e ajude a construir um meio popular

Em artigo denunciando a fraude, o jornalista Glenn Greenwald afirma que é impossível que de abril para julho a porcentagem da população que apoia novas eleições tenha caído de 60% para somente 3%, enquanto o desejo de “permanência de Temer na Presidência da República tenha disparado de 8% para 50%”.

De acordo com Albuquerque, esse acontecimento “é uma das inúmeras fraudes jornalísticas que nós acompanhamos nos últimos anos”, assim como, por exemplo, as revelações do áudio da conversa telefônica entre Lula e a presidente afastada, Dilma Rousseff, pelo juiz Sérgio Moro em março deste ano. No caso do estudo do Datafolha, “é uma fraude de pesquisa e jornalística ao mesmo tempo”, já que o instituto pertence à Folha de S. Paulo.

Para o acadêmico, a falta de representatividade dos partidos da direita tradicional faz com que os principais agentes de oposição política a qualquer coisa que possa representar os interesses do povo sejam a mídia e o Judiciário, “que atuam claramente de maneira partidária, desigual em relação aos agentes políticos”.

Esse fenômeno pode ser visto não só na atual crise política e institucional do regime burguês, mas já vem se aperfeiçoando há pelo menos três décadas no Brasil, como se mostraram os casos da Procunsult nos anos 80 e do Mensalão petista, mais recentemente. No entanto, segundo Albuquerque, o papel da mídia “não era tão estruturante como agora”.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar