Publicidade

Diário Liberdade
Quinta, 17 Maio 2018 17:40 Última modificação em Segunda, 18 Junho 2018 00:37

Milhares voltárom a tomar as ruas da Compostela por umha Galiza em galego

Avalie este item
(6 votos)
País: Galiza / Língua/Educaçom / Fonte: Diário Liberdade

A convocatória, realizada pola Plataforma Queremos Galego e apoiada por dúzias de coletivos de todo o tipo, contou também com a adesom do reintegracionismo de base, agrupado num bloco identificado pola cor de laranja.

A mobilizaçom anual pola língua voltou a mostrar a existência de um segmento significativo do povo galego identificado com a causa lingüística.

Organizaçons políticas, sindicais, de mulheres, estudantis, culturais, profissionais... numerosas faixas com reivindicaçons relativas ao idioma enchêrom um mar de milhares de galegos e galegas comprometidas com a Língua e o País. Com saída da Porta Faxeira e concentraçom final na praça da Quintá, a manifestaçom tivo palavras de ordem, música e denúncia das políticas que as diferentes instituiçons desenvolvem, mais dirigidas a "conter" um possível avanço do idioma do que a garantir que poda funcionar como língua efetiva da Galiza.

No fim do percurso, músicas e poesia, com a atuaçom rapper de "Franki e os labregos da linguaxe", grupo de estudantes premiado no concurso Correlíngua deste ano. O discurso do presidente da Mesa pola Normalizaçom Lingüística, Marcos Maceira, unidos pola reclamaçom de um papel diferente para aquelas instituiçons que, materialmente mantidas polo povo galego, som responsáveis pola desgaleguizaçom acelerada nas últimas décadas.

28304838668 ac7cffe146 z

 (foto @gzcontrainfo)

O reintegracionismo de base marchou unido

Também o movimento reintegracionista repetiu a fórmula já habitual da última década, agrupando num bloco unitário os coletivos de base que fam trabalho normalizador ao longo do ano um pouco por todo o País. Fôrom 16 coletivos aderidos ao Bloco, além de numerosas pessoas simpatizantes com as propostas e atividades desses coletivos: culturais, educativos, musicais, juvenis, de comunicaçom e doutros ativismos existentes na Galiza atual.

A reivindicaçom foi, nesse caso, a unidade lingüística galego-luso-brasileira, através do padrom reintegracionista nacional, que recolhe as peculiaridades galegas. Os coletivos reintegracionistas avançárom atrás de umha faixa com a legenda "A falar ao mundo com os pés na terar", junto a outros coletivos em defesa da língua. O Diário Liberdade aderiu, também como cada ano, ao Bloco Reintegracionista de Base.

A jornada de reivindicaçom lingüística concluiu na praça da Quintá com o canto coletivo do Hino Nacional da Galiza.

41276570915 6043769e90 z

(foto @gzcontrainfo)

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar