Publicidade

Diário Liberdade
Sábado, 25 Junho 2016 18:57 Última modificação em Quarta, 29 Junho 2016 20:01

"Je Suis Mogadíscio"? Carro-bomba faz 35 mortos em hotel da capital da Somália

Avalie este item
(1 Voto)
País: Somália / Direitos nacionais e imperialismo / Fonte: Diário Liberdade

Grupo armado islamita Al Shabaab continua campanha de ataques na capital da Somália. 30 pessoas ficaram feridas.

Por volta das 35 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas neste sábado (25/06) no ataque do grupo yihadista Al Shabaab contra um hotel na capital da Somália, Mogadíscio, frequentado por políticos do país.

Diário Liberdade em campanha de financiamento. Apoia os meios populares, Doa agora!

A explosão de um carro-bomba junto ao hotel Naso-Hablod destruiu a entrada do edifício e foi seguido de rajadas indiscriminadas com fuzis de assalto por parte de um comando. O grupo resistiu no interior várias horas com numerosos reféns, até que forças do governo mataram os yihadistas.

Al Shabaab, grupo que dirige ataques constantes contra as instituições e objetivos turísticos, reivindicou este ataque, tal como outros parecidos contra vários hotéis e restaurantes da capital neste ano. De fato, este é o segundo contra um hotel de Mogadíscio neste mês, após o que fez 11 mortes no dia 1º de junho.

O Al Shabaab é considerado filial do Al Qaeda, defendondo a lei islâmica como constituição para a Somália. Desenvolve uma guerra contra o governo e contra outros aliados, como a Etiópia e a Amisom (Missão da União Africana para a Somália), cujos soldados são quenianos e ugandenses, principalmente.

Os Estados Unidos ocupam há anos o país e desenvolvem operações militares contra Al Shabaab com drones. A fins do mês passado, os meios informaram da morte do líder do movimento em um ataque com drones. Em março, um ataque norte-americano fez 150 mortes, supostamente membros da força armada islamita.

Os brutais ataques e o caos que há anos tomou conta do país passam despercebidos para a grande mídia pró-imperialista. Ninguém espera que seja ativada nenhuma campanha tipo "Je Suis Mogadiscio"...

Colonialismo, caos e colapso

A Somália representa bem os efeitos das políticas coloniais de ocidente na África oriental. Os povos irmãos que ocupavam o território foram divididos em quatro estados e repartidos entre as forças coloniais britânicas, francesas e italianas (1897). Guerras civis, anticoloniais, novas repartições, golpes de estado, neocolonização e mesmo tsunamis sucederam-se ao longo do século XX, antes e depois das independências de cada pedaço (1960). Pobreza extrema e escassos recursos naturais misturam-se com resistência às invasões da vizinha Etiópia, sob patrocínio imperialista.

O governo fantoche enfrenta nos últimos anos a guerra yihadista em um caos "controlado" pelo imperialismo ianque, que mantém presença na região e extrai algum petróleo descoberto na década de 90. Porém, o maior interesse norte-americano é geoestratégico no controle do Oceano Índico por parte da OTAN, na estratégia de controlar o crescimento económico e político dos gigantes indiano e chinês, assim como evitar o desenvolvimento autônomo africano.

Para conhecer melhor a situação e a história somali, recomendamos ler uma extensa entrevista traduzida para a nossa língua por Mayara Melo para o Diário Liberdade no ano 2010, realizada por Grégoire Lalieu e Michel Colon:

Somália: como o domínio colonial levou um país ao caos

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar