Publicidade

Diário Liberdade
Domingo, 20 Janeiro 2019 21:32 Última modificação em Quarta, 30 Janeiro 2019 16:56

Quase metade dos russos se envergonham com o fim da União Soviética

Avalie este item
(0 votos)
País: Rússia / Batalha de ideias / Fonte: Prensa Latina

Cerca de 45\% dos russos sente vergonha ou tristeza pelo desaparecimento da União Soviética, enquanto 87\% se considera orgulhoso pela vitória na Grande Guerra Pátria, indicou hoje uma pesquisa de Levada-Centro.

De acordo com o estudo de opinião, o número de pessoas que lamenta o resultado da Perestróika cresceu de 20\% em 2017 a 24\% no ano passado.

Além disso, 50\% dos mil 600 interrogados indicou a conquista do Cosmos como outro motivo de orgulho nacional e 45\% considerou que nessa categoria também entra o retorno da Crimea à jurisdição russa, depois de um referendo em março de 2014.

88\% dos interrogados considera que a Rússia deve manter seu estatus de potência mundial.

No final do ano passado, registrou-se um aumento considerável no público presente às salas de cinema para desfrutar de filmes que destacam o orgulho nacional e as façanhas do povo soviético.

Um dos que teve maior bilheteria foi o longa-metragem ‘Dvizhenie verj' (literalmente 'Movimento para cima'), que recria a vitória do basquete soviético sobre o estadunidense na disputa pelo ouro nas Olimpíadas de Munique (1972).

O filme sobre a façanha esportiva estreou em dezembro de 2017 e até março de 2018 arrecadou três bilhões de rublos (45.139.000 dólares), para se converter no de maior sucesso de bilheteria da época moderna russa.

Além disso, em dezembro estreou o filme ‘T-34', que narra a história de quatro tripulantes desse legendário tanque soviético durante a Grande Guerra Pátria, que também promete ser outro sucesso de vendas.

O sentimento de tristeza ou lamento de grande parte dos russos coincide com declarações nesse sentido do presidente Vladimir Putin, quem qualificou a desintegração da União Soviética como uma tragédia.

Milhões de pessoas ficaram de um dia para outro em terras estrangeiras, no que até aquele momento tinha sido uma pátria comum, destacou Putin.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar