Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 13 Mai 2016 13:45 Última modificação em Sexta, 13 Mai 2016 13:49

Suposta “esquerda ruturista” espanhola incorpora general da NATO envolvido na destruiçom da Líbia

Avalie este item
(0 votos)
País: Estado espanhol / Institucional / Fonte: Diário Liberdade

Dirigente de Podemos, Julio Rodríguez foi Chefe do Estado Maior da Defesa (JEMAD) com o governo do PSOE que presidiu José Luís Rodríguez Zapatero.

Na altura, o Estado espanhol participou ativamente na campanha multinacional contra a Líbia de Kaddafi, sendo o general Julio Rodríguez responsável polo desenho da atuaçom espanhola contra esse país em 2011.

A denominada missom "Uniffied Protector” foi organizada e aplicada pola NATO, com a destacada participaçom do general que agora integra a direçom de Podemos e vai apresentar-se como número 1 na candidatura ao Congresso espanhol pola província de Almeria nas eleiçons do mês de junho. Assim, a coligaçom Podemos-IU garante a entrada do general da NATO no parlamento espanhol, ao invés do sucedido nas recentes eleiçons de dezembro de 2015, quando ficou fora apesar de também se ter apresentado na lista de Saragoça.

Julio Rodríguez salientou a inícios da atual década pola defesa pública do que denominava “combatividade espanhola”, apelando ao caráter “guerreiro” das forças armadas que colaborárom no objetivo político de destruir o regime líbio, matar o presidente e destruir o país, como finalmente aconteceu.

Além do apoio incondicional da direçom de Podemos, o general recebeu já o apoio público doutros dirigentes da esquerda institucional espanhola, com destaque para Julio Anguita, referente do PC espanhol das últimas décadas. Anguita chegou a comparar José Julio Rodríguez com os militares fiéis à II República espanhola e com Hugo Chávez, afirmando que se trataria de um miliar “progressista”. Porém, vozes críticas de IU alertam contra a participaçom de um ativo general da NATO envolvido no massacre do povo líbio numha candidatura alegadamente “ruturista” e “de esquerda”.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar