Publicidade

Diário Liberdade
Quinta, 06 Julho 2017 15:30

Cuba mostra para o mundo o seu potencial turístico com a FITCUBA 2017

Avalie este item
(1 Voto)
País: Cuba / Cultura/Música / Fonte: Pátria Latina

[Valter Xéu] Com o plano do governo em construir 19 mil habitações, Holguin se destaca como o quarto polo da indústria do turismo em Cuba, vindo logo atrás de Havana, Varadero e Jardins do Rei, levando Manoel Marrero,  ministro do turismo cubano a enfatizar de que o mundo quer ir fazer turismo em Cuba e o ministério trabalha no sentido de dotar os polos turísticos de toda infraestrutura para receber bem quem os visita.

Com operadores de turismo de várias partes do mundo, em evento dedicado a Alemanha cujo fluxo de turismo aumenta a cada ano, Cuba realizou sua FITCUBA 20017 – Feira Internacional de Turismo, realizada esse ano na província de Holguín no oriente do país, mostrando as estratégias do setor de apresentar outros sítios turísticos para o mundo depois de Havana, Varadeiro, Cayo Largo e Cayo Coco.

Foram quatro dias no início de maio apresentando vários sítios turísticos, mostrando ao mundo que turismo em Cuba não se resume a Havana e Varadero.

Durante os quatro dias da primeira semana de maio, centenas de operadores do turismo, e 174 jornalistas dos mais diversos países do mundo conheceram os novos atrativos do turismo cubano, cidades como Holguín (sede do evento), Barracoa, Santiago de Cuba e Guantánamo onde está instalada a prisão militar estadunidense de maneira ilegal segundo aponta vários organismos internacionais.

Durante a permanência em Holguín o grupo de jornalistas visitou várias localidades como o Cayo Saetia, um lugar fantástico perto de Guardalavaca na província de Holguín navegando por mais de uma hora de catamarã em um local que interage bastante com a natureza.

No percurso de Holguín para Santiago de Cuba, (que nada tem a ver com o de Compostela), visitamos na localidade de Birán a fazenda onde nasceu Fidel Castro, hoje transformada em monumento nacional. Lá estão várias fotos de Fidel criança, os restos mortais dos pais, avô e alguns dos seus irmãos e irmãs.

Ouvimos várias histórias, como a árvore (que está lá até hoje) onde Fidel gostava de sentar e ler, o trator que quando criança gostava de dirigir, o seu quarto e o escritório que o seu pai o espanhol Angel Castro mandou construir para receber Fidel depois de formado em direito e que ele nunca usou.

De Birán pegamos a rodovia para Santiago onde depois de visitar vários pontos turísticos da cidade como a Catedral de Nossa Senhora da Assunção, Quartel de Moncada, fomos ao Cemitério Santa Efigênia, onde repousam os restos mortais de figuras ilustres da vida cubana como José Marti, os caídos no ataque ao Quartel de Moncada, os internacionalistas cubanos que lutaram na África pela independência de vários países e o túmulo de Fidel, bastante simples e um dos mais visitados.

Lá está também o de Emilio Bacardi, fundador da Ron Bacardi, e cantantes como Compay Segundo o qual esse acima assinado teve a felicidade de conhecer em Havana e de quem ficou amigo.

Na parte da tarde a tempo de almoçar no restaurante do Bale Tropicana e depois como ninguém é de ferro, pernoitamos no Hotel Melia de Santiago, o mais chique da província.

Pela manhã, café tomado, rumamos para a província de Guantánamo cujo trajeto de Santiago até lá fomos apreciando a famosa Sierra Maestra que tem mais de 300 quilômetros de extensão.

Em Guantánamo visitamos a sua famosa baía onde está situada a base estadunidense e por motivos óbvios, nada de visitação e até mesmo avistá-la foi difícil apesar dos potentes binóculos a disposição de todos.

BARACOA

Uma cidade colorida e rica de tradições e que figura como a cidade mais antiga de toda a América, fundada em 1515 pelos espanhóis. Está lá uma cruz deixada por Cristóvão Colombo que hoje é guardada na catedral de Baracoa.

Baracoa é um local fantástico, ricamente de histórias e quem a visita se encanta com a amabilidade do seu povo e com a beleza do seu casario que apesar de ser simples, como é toda moradia em Cuba, deslumbra o visitante pelo seu conjunto arquitetônico colonial. Citar aqui os principais pontos turísticos seria uma heresia do escrevinhador, pois tudo lá é bonito.

A FITCUBA de 2018 será em Cayo de Santa Maria, e dedicada ao Reino Unido cujos número de turistas só faz crescer em Cuba a cada ano.

Caio de Santa Maria possui uma rede hoteleira de nível internacional como Melia e Iberostar e outras que chega-se até ela ou de avião ou de uma estrada por dentro do mar de cerca de 49 quilômetros e que foi construída em dois anos.

Em 2016 o número de turistas estrangeiros em Cuba passaram dos quatro milhões e para este ano de 2017 existe a estimativa de ultrapassará os cinco milhões de visitantes, sendo os canadenses imbatíveis com um milhão e meio cuja maioria prefere as praias de Varadero e existe uma explicação para isso. O tempo de voo do Canada para Varadero dura entre três horas e três horas e meia. Como o país é frio na maior parte do tempo, curtem-se as praias de Varadero que é verão o ano todo.

Brasileiro em Cuba estão muito atrás dos Argentinos, Venezuelanos, colombianos, mexicanos, chilenos e etc.

Depois de viajar por mais de dois mil quilômetros pelo oriente cubano, retornamos a Holguín onde pegamos um voo com duração de uma hora para Havana e ai, Havana é a minha cidade.  É lá que me sinto em casa, é lá que tenho as minhas boas e inúmeras amizades.

Havana eu me sinto em casa, principalmente quando chegou à Rua Obispo e ando tranquilamente por ela ouvindo um som que vem dos inúmeros bares e restaurantes, como se fosse uma espécie de trilha sonora.

Mas isso é assunto para o próximo texto.

*Valter Xéu e todos os 173 jornalistas estiveram participando da FITCUBA 2017 na condição de convidados do Ministério do Turismo

a fitcuba 17

Holguín

BARACOA 6

Catedral de Baracoa

 DSC0224

Casa onde nasceu Fidel Castro

 DSC0280

Túmulo de Fidel Castro no Cemitério Santa Ifigenia em Santiago de Cuba

 DSC0251

Cemitério onde estão os restos mortais da família de Fidel na fazenda onde nasceu

 DSC0146

Cayo Setia

 DSC0382

Baracoa

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar