Publicidade

Diário Liberdade
Terça, 02 Janeiro 2018 17:58 Última modificação em Domingo, 07 Janeiro 2018 19:31

Aos 59 anos, a Revolução Cubana mantém seu prestígio

Avalie este item
(0 votos)
País: Cuba / Batalha de ideias / Fonte: Brasil de Fato

O processo histórico da revolução cubana, que mudou a história da ilha, completou mais um aniversário nesse dia 1ºO processo histórico da revolução cubana, que mudou a história da ilha, completou mais um aniversário nesse dia 1º

Com a entrada vitoriosa dos revolucionários no dia 1º de janeiro de 1959, em Santiago de Cuba, a história do povo cubano mudou radicalmente, deixando para trás a dependência dos Estados Unidos, a degradação social e as políticas a favor das classes privilegiadas.

A revolução cubana colocou um fim ao governo ditatorial de Fulgêncio Batista e, com ele, terminou com a política de entreguismo que mantinha o país como quintal dos Estados Unidos, desde a explosão do encouraçado norte-americano USS Maine, ancorado no porto de Havana, capital cubana, no ano de 1898. Na época, os EUA acusaram os espanhóis, então governantes da ilha caribenha, do acidente que levou à morte de 253 marinheiros estadunidenses; e a campanha de difamação acarretou na ocupação norte-americana na ilha.

Por meio da Emenda Teller e da Emenda Platt, tratados internacionais que foram proclamados entre o final do século XIX e início do século XX, o governo estadunidense conseguiu assegurar todas as vantagens necessárias para saquear o povo cubano. O resultado foi uma alta taxa de mortalidade infantil, analfabetismo e condições precárias de um povo sujeito ao regime de exploração do latifúndio.

Atualmente, a Revolução Cubana conseguiu manter seus êxitos, como os avanços no sistema de saúde e de educação, atingindo altos níveis de acesso a esses direitos, que são assegurados ao povo cubano de forma pública e gratuita. Isso coloca a situação da ilha acima da situação de países desenvolvidos, de acordo com dados oferecidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

As políticas aplicadas pelo governo cubano alcançaram uma alta taxa de desenvolvimento humano, apesar dos obstáculos colocados pelos ataques constantes contra elas, incluindo o bloqueio econômico que o governo estadunidense mantém há décadas.

No início de 2017, o país caribenho já havia cumprido quatro dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio da Organização das Nações Unidas (ONU), como a erradicação da pobreza extrema e da fome, a realização do ensino primário universal, a promoção da igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres, além de reduzir a mortalidade de crianças menores de cinco anos.

Cuba também vem se caracterizando por uma política internacional de solidariedade, fornecendo milhares de médicos especializados para prestar assistência médica e humanitária em várias partes do mundo.

No Brasil, a presença dos médicos cubanos que atuam no programa Mais Médicos do Ministério da Saúde tem sido essencial para levar saúde básica a locais de difícil acesso.

Edição: Vivian Fernandes | Tradução: Júlia Dolce

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar