Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 15 Junho 2018 00:48 Última modificação em Quarta, 20 Junho 2018 09:38

Câmara da Argentina aprova despenalização do aborto até 14ª semana de gestação

Avalie este item
(0 votos)
País: Argentina / Mulher e LGBT / Fonte: Opera Mundi

Texto segue para Senado e, se aprovado, irá para sanção do presidente Mauricio Macri; manifestantes contra e a favor fizeram vigília no centro de Buenos Aires.

A Câmara de Deputados da Argentina aprovou nesta quinta-feira (14/06), por 129 votos a 125, o projeto de lei que despenaliza o aborto até a 14ª semana de gestação. O texto segue ao Senado para ser votado e, caso seja aprovado lá, o presidente Mauricio Macri já anunciou que não vetará.

A sessão durou quase 23 horas, começando por volta das 11h30 (hora de Brasília) desta quarta-feira (13/04) e atravessando a madrugada desta quinta (14/06). A votação aconteceu pouco antes das 10h e, na hora da aprovação, ouviram-se gritos de "aborto legal no hospital!" dentro do plenário.

Inicialmente, o placar registrado havia sido de 131 votos a favor e 123 contra, com uma abstenção. Logo após a divulgação do resultado, dois deputados disseram que seus votos não haviam sido corretamente colocados, e o placar se alterou para 129 x 125, com uma abstenção.

O projeto autoriza a interrupção voluntária da gravidez, de forma segura, até a 14ª semana de gestação e gerou fortes reações contra e favor. Grupos pró e antiprojeto permaneceram mobilizados no centro de Buenos Aires desde o início da votação, e a comemoração dos que eram a favor da aprovação foi grande.

"Este é o século do direito das mulheres. Cedo ou tarde as jovens que seguram os lenços verdes vão conquistar o que pedem. Tiremos o aborto da clandestinidade. Unidas em nossas diferenças, que o aborto seja lei!", disse, sob lágrimas, a deputada governista Silva Lospennato, a última a falar a favor do projeto.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar