Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Sábado, 10 Junho 2017 18:55 Última modificação em Quarta, 14 Junho 2017 19:24

Greve geral do dia 30: parar o País contra o golpe, os golpistas e suas reformas

Avalie este item
(2 votos)
País: Brasil / Laboral/Economia / Fonte: Causa Operária

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e outras centrais sindicais marcaram nova greve geral para o dia 30 de junho. Esse é um passo fundamental na luta contra o golpe de Estado e todas as suas consequências nefastas.  A Greve geral do dia 28 de abril, convocada pela (CUT), parou milhões de trabalhadores de todo o país e colocou o governo golpista em xeque.

O governo golpista Temer está enfraquecido e as reformas propostas por este, estão de certa forma paralisadas, aguarda-se uma melhor definição política. A nova greve geral tem o poder, como preparação para uma greve geral permanente contra o conjunto da burguesia golpista, enfraquecerá sobremaneira, os golpistas, não só o governo, que está sendo derrubado pela ala direita, mas a burguesia golpista de conjunto.

No dia 30 a classe operaria dará um passo importante para derrotar o golpe de Estado. O presidente da CUT, Wagner Freitas afirmou que: “Nós temos capacidade de enfrentamento e luta. Fizemos uma greve dia 28 de abril e vamos fazer uma maior ainda no próximo dia 30. É greve geral para não permitir que acabem com nossos direitos”.

A greve geral como instrumento de luta da classe operária contra a burguesia, ganha, nas condições da situação política nacional, um eixo eminentemente político. Na medida em que a classe operária, o movimento popular, o movimento camponês organizados, enfrentam, por meio de greve, as chamadas reformas, estão se chocando com a burguesia golpista de conjunto, que é quem patrocina as reformas.

O problema do poder é, por conseguinte, subjacente. Enfrentar as reformas é enfrentar governo da burguesia golpista, seja ele o Temer outro, eleito indiretamente ou até mesmo diretamente.

Nesse dia 30 junho parar o país contra golpe, os golpistas e suas reformas. Derrotar o golpe e restabelecer, o mandato da presidenta legítima, eleita pelo voto popular.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar