Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Domingo, 24 Julho 2016 02:12 Última modificação em Quarta, 27 Julho 2016 21:13

O debate sobre o "Escola Sem Partido" no canal Futura, por Aluizio Alves Filho

Avalie este item
(0 votos)
País: Brasil / Língua/Educaçom / Fonte: Diário Liberdade

[Roberto Bitencourt da Silva] Considerações do experiente professor, sociólogo e cientista político Aluizio Alves Filho em torno do debate promovido pelo canal Futura, esta semana, acerca do projeto “Escola sem partido”. O debate envolveu o professor Fernando de Araujo Penna, da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense, e o advogado Miguel Naggib, autor do projeto “Escola Sem Partido”.

Diário Liberdade em campanha de financiamento. Doe e concorra a prêmios!

Por Aluizio Alves Filho

O professor Fernando Penna, contrário ao projeto “Escola sem partido”, falava pausadamente e valendo-se de argumentação racionalmente fundamentada para defender o seu ponto de vista. A argumentação era típica e usual por professores experientes, colocando pontos que dão margem para o diálogo, como propôs Paulo Freire.

Durante a sua exposição acompanhei a reação do defensor do “Escola sem partido”: semblante fechado, as pernas balançando nervosamente, sinais típicos de insegurança e ansiedade. Se fosse um educador, com manejo de sala de aula, saberia disso.

Mas não é, como deixa claro, pois começa a falar esbravejando, dizendo que não é educador e que Paulo Freire “não entendia nada de Direito Constitucional”. Deduzo daí tratar-se da fala de um advogado constitucionalista e, a considerar suas palavras iniciais, que não entende nada de pedagogia, nem de educação.

Interessante um advogado confessar que não entende do assunto que está tratando para condenar Freire, que, ao que eu saiba, nunca falou em Direito Constitucional limitando-se a produzir na área de sua competência. Competência que é reconhecida pelos pares, nacional e internacionalmente.

Em seguida, o advogado Miguel Naggib refere-se a Paulo Freire como pedagogo do PT. Esta afirmação deixava claro ser feita por pessoa que não tem a menor noção do que está dizendo, não tendo conhecimento elementar a respeito de contextualização. Um recurso de saber que a Escola, voltada para a construção da cidadania, ensina.

Na sequência, o defensor do projeto “Escola sem partido” passava a vociferar ofendendo a dignidade do professorado, afirmando que em nome da liberdade de expressão xinga quem quiser.

Estou preocupado e muito apreensivo. Sou professor por vocação. Aposentado continuo em sala de aula, onde estou a meio século, passando por todos os níveis do ensino e tendo as qualificações de bacharel, licenciado, mestre e doutor, títulos obtidos em instituições respeitáveis.

Preocupado e apreensivo quando pessoas que nunca moveram uma palha visando melhorar as condições de ensino no país investem contra a Escola e o professorado, fazem um discurso impositivo e irracional. Como toda proposta ditatorial, tenta amordaçar professores, intimidar alunos, enxovalhar a Escola e destruir a liberdade.

Não tenho dúvida acerca do projeto “Escola sem partido”. Não é uma proposta democrática fundada no liberalismo, nem mesmo no chamado neoliberalismo ou no conservadorismo e sim em quem, apresentando-se como dono da verdade, opera com o irracionalismo e em pseudo-argumentos que não são mais que ameaças, ofensas e xingamentos. O ovo da serpente que está na base da “Escola sem partido” é o nazismo.


Aluizio Alves Filho – doutor em Sociologia pela UnB, professor do Departamento de Comunicação Social da PUC-RJ e docente aposentado da cadeira de Ciência Política do IFCS/UFRJ.


Consulta Pública - PLS 193/2016 - PROJETO DE LEI DO SENADO nº 193 de 2016 - Autoria Senador Magno Malta, disponível em:http://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=125666

Blog do autor http://jornalggn.com.br/blog/roberto-bitencourt-da-silva/

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar