Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Sábado, 03 Setembro 2016 13:00 Última modificação em Segunda, 05 Setembro 2016 04:28

Contra o golpe, os ataques e a repressão: todos à Av.Paulista, domingo, 16:30

Avalie este item
(1 Voto)
País: Brasil / Institucional, Direitos nacionais e imperialismo, Antifascismo e anti-racismo / Fonte: Esquerda Diário
Há poucos dias se consolidou o golpe institucional em nosso país.

Um governo eleito por 61 senadores acusados de corrupção e tudo que é crime roubaram o voto de milhões de brasileiros e brasileiras. Arrancaram Dilma para atacar ainda mais os trabalhadores do que ela já vinha fazendo. Com a retirada de direitos, a assimilação dos métodos corruptos do capitalismo, tentativa de conchavos com os políticos da direita o PT abriu caminho a esse golpe. Esse golpe não é somente contra Dilma ou o PT, é contra os trabalhadores. Por isso, vamos às ruas.

Querem com o golpista Temer como presidente implementar o odioso plano de governo da FIESP. Atacar nossas aposentadorias, acabar com os direitos trabalhistas, entregar o pré-sal e a Petrobras. Acabar com o SUS e atacar todo funcionalismo. Não vamos permitir.

Querem impor medo a quem tem ido às ruas protestar contra o golpe. Tentaram proibir a manifestação deste domingo, mas tiveram que recuar. Estão reprimindo as manifestações em todo país. Mais um motivo para irmos às ruas.

Mas chamamos a ir às ruas lutando para colocar como primeira prioridade nossa a luta contra os ataques e ajustes de Temer, exigimos que a CUT, a CTB, a UNE e outras entidades sindicais e populares que apoiavam o governo Dilma a romperem com sua paralisia e coloquem a força da classe trabalhadora para lutar contra esses ataques, construindo uma verdadeira greve geral. É a partir da força da classe trabalhadora e da juventude que se ligue a ela que poderemos ter um verdadeiro “Fora Temer”. É preciso fazer um novo junho. Organizado desde as bases das escolas, universidades e locais de trabalho. Sem arrego!

Para que nossa luta não seja conduzida para eleger um novo ajustador, seja ele Lula, Ciro, Aécio ou Marina não podemos nos iludir que novas eleições sem mudar totalmente as regras do jogo pode ser uma saída para a crise política e econômica no país. Não à toa é a política de Marina Silva, da Folha a de São Paulo e agora também do PT. Novas eleições, ainda mais nestas regras antidemocráticas que excluem a esquerda da TV, serão usadas como uma forma de fazer um novo pacto para dar legitimidade ao novo ajustador a atacar a classe trabalhadora.

Nós batalhamos contra todo esse regime corrupto. Queremos a classe trabalhadora como sujeito de questionar os privilégios dos políticos, lutando para que todo político, juiz, seja eleito, revogável e ganhe como uma professora. Lutamos para impor com a força da mobilização uma nova Constituinte que sirva para colocar todos questionamentos políticos e sociais do país em primeiro plano, ajudando a classe trabalhadora a avançar na perspectiva de um governo operário de ruptura com o capitalismo e o imperialismo.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar