Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Quinta, 12 Mai 2016 18:48

Carta ao pai Destaque

Avalie este item
(3 votos)
País: Brasil / Resenhas / Fonte: Diário Liberdade

Por: Eduardo Vasco

Querido pai,

Você me ajudou e ainda me ajuda muito na minha formação política e intelectual. Um homem de esquerda, socialista, anti-imperialista que, embora não tenha terminado o ensino superior, é uma das pessoas mais inteligentes que eu já vi.

Inteligência acumulada a partir de leituras, desde obras teóricas como O Capital até literatura latino-americana como Um Tal Lucas, de Cortázar. Do violão, das letras, às pinturas. Mas também da experiência prática, do trabalho e dos mais de sessenta anos de vida.

Você sempre me apresenta suas reflexões críticas em conversas informais na sala de casa, no meio de uma partida de futebol ou de um telejornal. Análises simples e serenas, equilibradas e certeiras.

Sempre me disse que, no fundo, os políticos são todos iguais. Num primeiro momento, alguém pode pensar que essa é uma afirmação do senso comum. Mas não. Sei que é uma afirmação embasada na história de todos os governos que já vimos no Brasil.

Afinal, nesse sistema político e econômico, o que interessa é o dinheiro, o capital. Quem manda de verdade não aparece na tela da TV, nos discursos políticos nem concorre às eleições. Os que cumprem o papel de governantes são apenas paus-mandados do capital. Foi isso o que você sempre me falou, e que a cada dia se confirma ainda mais.

No entanto, você sempre votou no PT. Mesmo sabendo que ele não é um partido muito diferente dos outros partidos da ordem. Mas eu sei o porquê. Seu voto é nas raízes históricas desse partido, na base social dele, que é a classe trabalhadora. Seu voto, na verdade, é no povo pobre, humilde e trabalhador.

Talvez você ainda tenha alguma ilusão de que o PT possa fazer alguma coisa pela nossa classe, dar algumas migalhas. Eu acho que eu também tenho essa falsa ilusão. Mas pai, você sempre disse que eleições não valem de nada, que só ganha quem o capital permite, que só ganha quem é de confiança do capital!

Você também sempre diz que o imperialismo é quem dá as cartas em países como o nosso. Que depende para onde sopram os “ventos do norte”, como você costuma dizer. Eles sopraram para um lado quando foram implantados os regimes militares em toda a América do Sul. Depois, sopraram para outro, quando esses regimes terminaram, quase ao mesmo tempo. Dez anos atrás, o ventos do norte permitiram que nós brincássemos de ser livres. Agora, estão soprando pra outro lado novamente.

Esse golpe que acabamos de ver contra a Dilma deve ter te ferido um pouco. Como feriu muita gente nossa. Feriu, porque foi implementado justamente pelo norte. E também porque jogou no lixo os 54 milhões de votos que ela teve nas eleições. Votos de pessoas como nós, humildes e da classe trabalhadora.

Fico triste por isso. Principalmente porque foi jogado no lixo o seu voto, pai. Mas, por outro lado, isso só reforça as suas convicções. As eleições não valem nada mesmo.

Com carinho, de seu filho,

Eduardo.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar