Publicidade

Diário Liberdade
Quinta, 01 Junho 2017 11:56

Briga solidariza-se com o CSOA Escárnio e Maldizer, louva mobilizaçom popular e rejeita repressom policial em Compostela

Avalie este item
(1 Voto)
País: Galiza / Repressom e direitos humanos / Fonte: Briga

Reproduzimos o comunicado divulgado por Briga em relaçom ao despejo de um centro social compostelano e a mobilizaçom popular e repressom policial destes dias na capital galega

CONTRA A SUA VIOLÊNCIA: 10, 100, 1000 CENTROS SOCIAIS

A juventude da esquerda independentista organizada em BRIGA quer manifestar o seu profundo rechaço ao despejo do CSO Escárnio e Maldizer na manhá de anteontem, acompanhado dum desproporcionado operativo policial que nom duvidou em exercer a sua violência contra quem, desde a lógica do trabalho de base e auto-gerido, mantém em andamento iniciativas que só contribuem a criar e divulgar formas de vida, de educaçom, de intervençom social e de ócio afastadas da miséria cultural, da opressom económica e da alienaçom à que o sistema dominante nos tem acostumadas.

Condenamos a brutal violência do braço armado da burguesia que, historicamente nom tem hesitado à hora de recorrer às formas de dominaçom mais evidentes quando a situaçom o exige. Assim foi que nom duvidárom em malhar nas companheiras que saírom às ruas para mostrar o seu desafecto com o despejo. Multas a dous companheiros durante a manhá, dúzias de manifestantes espancadas e malhadas e um detido que, pola brutalidade policial tivo que ser atendido medicamente, antes de fazer-lhe passar a noite de ontem no calabouço.

Na manhá de ontem o companheiro, militante da nossa organizaçom e ativista estudantil, foi levado aos julgados para prestar declaraçom e imediatamente depois ser posto em liberdade acusado de atentado contra a autoridade e desordens.

De BRIGA queremos manifestar a nossa solidariedade e apoio ao companheiro e exigir a sua absolviçom por entendermos que nom cometeu mais delito que defender a cultura e a liberdade numha cidade cada vez mais entregada ao turismo e virada de costas à vizinhança.

Do mesmo jeito queremos parabenizar às dúzias de pessoas que com o seu trabalho mantivérom dinamizado e ao serviço da vizinhança um edifício que se encontrava em completo estado de abandono em pleno casco histórico da cidade. Um bom trabalho que o próprio povo compostelano soubo reconhecer saindo às ruas massivamente na manifestaçom convocada ontem e que percorreu as ruas da cidade com centenas de pessoas “custodiadas” por um cordom policial dumhas proporçons que mostram às claras a potencialidade revolucionária do povo mobilizado.

Porque Escárnio somos todas, avante os espaços auto-geridos.

10,100, 1000 centros sociais!

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar