Publicidade

Diário Liberdade
Quinta, 27 Setembro 2018 13:47 Última modificação em Quarta, 10 Outubro 2018 02:16

Centenas manifestam-se em defesa dos direitos democráticos e contra a 'Ordenança Mordaça' em Lugo

Avalie este item
(3 votos)
País: Galiza / Repressom e direitos humanos / Fonte: Diário Liberdade

Várias centenas de pessoas respondêrom à convocatória do movimento popular articulado para reclamar o fim da "Ordenança Mordaça" que a direita local prepara na Cámara Municipal.

'Lugo sem Mordaças' é a coordenadora de coletivos locais que leva meses divulgando e dando a conhecer o rascunho da chamada "Ordenança de Convivência e Segurança Cidadá", que PP e Ciudadanos querem aprovar brevemente.

Desde a passada primavera, os coletivos que integram a plataforma venhem informando sobre os conteúdos restritivos dos direitos e liberdades civis na cidade da muralha, convocando para esta quarta-feira umha mobilizaçom que foi avaliada como grande sucesso polas entidades convocantes.

Apelos à desobediência e a tombar a nova normativa acompanhárom a marcha em volta da muralha romana. Lembrou-se a série de multas previstas no novo texto normativo, que vam de 750 euros aos 3.000 euros, segundo o grau de "gravidade" de atividades como fazer música na rua, pedir esmola, dormir num banco público ou fazer "tumultos", assi como "proferir palavras grosseiras" (sic). Atividade política, como a recolha de assinaturas ou a colagem de cartazes serám consideradas "graves", mas há outras de tipo económico como a venda nom controlada ou a atividade dos arrumadores de carros que habitualmente cobram gorjetas dos usuários dos veículos.

A importante resposta popular pujo o governo local da direita à defensiva, acusando a plataforma de "mentir" e tentando arrefecer os ánimos frente às medidas de puro controlo policial previstas na normativa "mordaça", que lembram outras ordençanas similares aprovadas noutros concelhos galegos, a começar polo da capital, nas últimas duas décadas.

É previsível que a atividade popular continue, com o intuito de salvaguardar uns mínimos de intervençom pública com direitos e tentar evitar o controlo social extremo impulsionado polas forças mais reacionárias presentes nas instituiçons.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar