Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 17 Novembro 2017 21:02 Última modificação em Quarta, 22 Novembro 2017 20:29

Aumenta em 224 milhões a subnutrição na África

Avalie este item
(1 Voto)
/ Laboral/Economia / Fonte: Prensa Latina

A subnutrição crônica na África subsaariana afeta hoje ao redor de 224 milhões de pessoas, um aumento em comparação com as 200 milhões registradas entre 2015 e 2016, informou a FAO.

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) afirmou, em seu relatório “Panorama regional da segurança alimentar e nutrição na África 2017”, que essa situação se deve majoritariamente à mudança climática, aos conflitos e à queda da economia mundial.

O dado sobre a fome supõe que 25% dos 815 milhões de pessoas malnutridas no mundo em 2016 se encontram nesse continente, destacou o representante regional da FAO para a África, Bukar Tijani.

Definiu que entre os fatores determinantes para o aumento da fome na região aparecem o aumento da população incapaz de aceder aos alimentos, as condições climáticas adversas e os conflitos, fatores que com frequência coincidem.

O estudo indica que, na primeira década do milênio, a África subsaariana progrediu na luta contra a fome, que caiu de 29,1% a 20,6%. No entanto, este avanço retrocedeu em 2015 e 2016, em muitos países.

Essa virada foi devido, entre outras causas, ao impacto dos conflitos e às condições climáticas – como as reiteradas secas, com frequência relacionadas ao fenômeno do El Niño – que deram lugar a más colheitas e a perda de gado.

Segundo a pesquisa, existe um estreito vínculo entre a fome e os conflitos, ao afirmar que 489 milhões de pessoas dos 815 milhões que sofriam com a subnutrição no mundo em 2016 vivem em países assolados afetados pelos conflitos, a violência e a vulnerabilidade.

No caso da África subsaariana, a maioria da população subnutrida se encontra em países afetados por conflitos, indica o documento.

Afirma que quase se duplicam os países que sofrem com violência e crises prolongadas, afetando diretamente seus resultados nutricionais.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar