Publicidade

Diário Liberdade
Domingo, 04 Novembro 2018 12:13 Última modificação em Segunda, 05 Novembro 2018 19:13

Facebook busca liderar os campos da realidade virtual e da realidade aumentada

Avalie este item
(0 votos)
/ Resenhas

A gigantesca rede social Facebook anunciou que pretende entrar com força na batalha tecnológica para se pôr na frente dos avanços da realidade virtual e da realidade aumentada.

44862291 1333063096825105 6059534255711584256 n

Facebook, a rede social fundada por Mark Zuckerberg, e que se tornou uma das empresas mais valiosas do mundo, confirmou há alguns dias que está trabalhando no desenvolvimento de lentes de realidade aumentada. Isso ocorre porque o diretor do departamento de realidade aumentada do Facebook, Ficus Kirkpatrick, revelou durante uma conferência de imprensa que o tamanho e o escopo da rede social, são fundamentais para finalmente comercializar essa tecnologia aos consumidores. O anterior ocorre porque nos últimos anos, esta tecnologia já teve muitas expectativas e propostas de outras empresas, no entanto, no ponto específico de lentes de realidade aumentada os resultados experimentados pelos consumidores têm sido poucos e de custo restritivo. Por outro lado, a realidade aumentada encontrou um mercado muito grande e bem-sucedido dentro das diferentes aplicações e plataformas que usam os avanços dessa tecnologia através dos smartphones e computadores. Atualmente, é possível encontrar exemplos de seu uso em plataformas como a Betway Casino, que usa capas de realidade aumentada em seus aplicativos de cassino ao vivo, mergulhando seus usuários na experiência como se estivessem mesmo num casino de Las Vegas. Outro aplicativo que tem tido muito sucesso no campo da realidade aumentada, é o Pokémon GO, que como apontado pelo site Época, procurou fazer com a realidade aumentada o que Google não conseguiu, disparando o valor da empresa e emocionando multidões de usuários. A razão para isso é que o Google exigiu que seus usuários comprassem óculos especiais chamados Google Glass, os quais tinham um alto custo restritivo que os tem deixado fora do mercado até o momento.

A competição direta do Facebook

A gigantesca empresa de redes sociais já tem alguns anos procurando um lugar na frente da concorrência dentro do mercado de realidade virtual e realidade aumentada, mais especificamente através dos óculos dedicados a aproveitar essas tecnologias. Os avanços do Facebook no mundo da realidade aumentada, começaram em 2014, quando eles compraram a então startup Oculus, por US$2 bilhões, quando era uma pequena empresa dedicada ao desenvolvimento de óculos de realidade aumentada. Desde então, as vendas dos óculos de Facebook -Oculus Rift- procuraram competir com o Google Glass e o Microsoft Hololens, conforme apresentado pelo site Sapo. Porém, desde seu anúncio em 2016, os óculos que se destacaram da competição foram os Hololens, devido a que oferecem uma experiência de realidade mista, ou seja, utilizam a realidade aumentada, além de permitirem interagir com objetos virtuais e com objetos da vida real. No entanto, os óculos da Microsoft ainda não tem uma versão final disponível para os consumidores e, na atualidade, a edição mais econômica e disponível só para desenvolvedores dos Hololens, tem um custo de €3299 cada, com uma opção para organizações por €5489 cada. Já a idéia atual do Facebook é desenvolver uma linha completa de dispositivos focados em aproveitar a realidade virtual e a realidade aumentada, os quais não vão competir diretamente com os produtos já existentes no mercado, porque a ideia é inovar de certa forma neste mercado.

hololens 1330225 960 720

Previsões e o futuro da tecnologia

Por muitos anos, os avanços na tecnologia tiveram múltiplas expectativas e previsões, que buscam dar uma idéia do que esperar neste campo. Um exemplo disso foi apresentado pelo cineasta Stanley Kubrick, com sua ópera prima 2001: Odisseia no espaço, onde ele já imaginava que a tecnologia seria liderada pela inteligência artificial, a qual se tornaria o ponto mais sofisticado da evolução tecnológica. No entanto, a tecnologia atual expandiu seu alcance, incluindo a realidade virtual e a realidade aumentada como parte fundamental de vários setores do mercado, incluindo entretenimento, comunicação e serviços. A importância que é dada atualmente aos desenvolvimentos tecnológicos, tais como os mencionados acima, tem o foco de desenvolver dispositivos, casas e fábricas inteligentes, para que a digitalização da indústria e serviços permita atingir cada vez mais consumidores, independentemente da localização geográfica dos provedores e dos usuários. A esse respeito, empresas como as estadunidenses Facebook ou a Microsoft, não estão sozinhas na batalha por esse mercado em crescimento, já que, durante alguns anos, a China estabeleceu seus objetivos de dominar os campos da Ciência e Tecnologia. De acordo com esse plano, a China deve se tornar um dos países mais inovadores a partir de 2020, com o objetivo de ser uma potência líder no centenário da fundação do país que se comemora em 2049. Devido a isso, as expectativas sobre o futuro dos avanços tecnológicos são bastante positivas para os capitalistas em vários setores, com progressos tecnológicos que se verificarão em campos como a inteligência artificial, a realidade virtual e a realidade aumentada.

pexels photo 1261816

A revelação feita pelos principais gestores do Facebook, sobre os trabalhos desta empresa nos campos de realidade aumentada e realidade virtual, indicou que a gigante das redes sociais ainda está em fase de pesquisa para este dispositivo, e de acordo com Kirkpatrick, ainda não há aparelhos prontos para serem mostrados ao público. No entanto, já existe uma equipe trabalhando totalmente focada em seu desenvolvimento e com o objetivo de competir para dar ao Facebook um lugar neste mercado e se enfrentar num futuro próximo à concorrência chinesa.

 

Imagens de: 1) INFOFIX FUTURE TECHNOLOGIES via Facebook; 2) Pixabay.com; 3) Pexels.com

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar