Publicidade

Diário Liberdade
Segunda, 16 Mai 2016 00:00 Última modificação em Terça, 17 Mai 2016 19:46

País Basco: Nasce grupo dissidente na Esquerda Abertzale

Avalie este item
(0 votos)
País: Euskal Herria / Resenhas / Fonte: La Haine

Recolhemos esta notícia aparecida em Berria sobre uma iniciativa tomada por ex-pres@s e ex-refugiad@s polític@s basc@s e que se dará a conhecer no próximo sabado 21 de maio.

Um grupo de ex-presos e ex-refugiados apresentarão no sábado próximo a assembleia "Askatasunaren Bidean".

No passado mês de janeiro começou a reunir-se um grupo de ex-pressos e ex-refugiados preocupados com a nova estratégia tomada pela Esquerda Independentista, e tal como soube o jornal Berria vão apresentar publicamente a assembleia Askatasunaren Bidean mediante uma coletiva de imprensa em Bilbau. Segundo eles, é formada por entre 60 e 100 pessoas. «Ser ex-represaliados não nos converte em ex-militantes» afirmam em um documento que estiveram preparando.

Ressaltam a data de 14 de novembro de 2009: membros relevantes da Esquerda Independentista mostraram naquele momento em Altsasu sua vontade de empreender uma nova estratégia e quem criou Askatasunaren Bidean tem a opinião de que desde esse momento teve uma «tentativa de despolitizar nossa luta». «Esta mudança foi uma jogada realizada por uma fação reformista. E não se limita somente ao fim da luta armada» afirmam os dissidentes. «Levaram ao Movimento de Libertação Nacional Basco a uma crise grave, debilitando-o profundamente e integrando no sistema». Segundo eles, esta decisão não foi «uma decisão coletiva».

Para se limitar à essência «histórica» funcionam de maneira assemblear, e farão uma declaração pública em Bilbau. Fizeram-nos saber que esta declaração a enviaram a outros ex-presos e ex-refugiados. «Chegamos seis anos tarde, mas era o momento de abrir esta via». No futuro têm a intenção de criar «um novo projeto político de unidade popular».

Querem «manter a dignidade da luta». «Falamos sobre a necessidade da luta e sobre a luta ideológica, não sobre as ferramentas de luta». Segundo uma de suas missivas, em suas reuniões não se propôs «retomar a luta armada». Também afirmam que trabalharão pelos «represaliados». «Não se deixará ninguém abandonado por não se render ante a chantagem dos inimigos».

Anunciaram que mantêm relações com o Movimento pela Anistia e contra a Repressão e com Eusko Ekintza. «Em consequência do processo Abian, estão surgindo pequenos fogos, aos quais chamamos para que se unam». Sortu «quis situar fora da Esquerda Independentista» o Movimento pela Anistia e contra a Repressão. Askatasunaren Bidean acha que Sortu «não suporta a dissidência».

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar