Publicidade

Diário Liberdade

[Sayid Marcos Tenório] Ainda existe um fio de esperança para uma solução justa e definitiva para o Sahara Ocidental. O contrário, será o retorno às armas para garantir a soberania do povo saharaui.

Publicado em Mundo

O povoamento europeu da Austrália tem em grande parte por base sucessivas vagas de condenados enviados pela potência colonial. Entre eles, muitos cujo crime era o de serem irlandeses e resistirem às arbitrariedades da Inglaterra na sua pátria. Esse passado de oprimidos resistentes e de povos aborígenes dizimados permanece muito silenciado na Austrália de hoje.

Publicado em Opiniom Própria

[Manuel Loff] A questão do “museu dos descobrimentos” suscitou discussão sobre a forma como se descreve e musealiza a experiência colonial portuguesa. É um debate importante, em que neste texto é feita a crítica de duas opiniões reaccionárias entretanto publicadas.

Publicado em Portugal

[Sergio Abraham Méndez Moissen] Muito se há dito sobre a questão decolonial e o marxismo, mas pouco se sabe sobre a reunião de Baku.

Publicado em Mundo

A mídia internacional disse recentemente que a Coreia Popular tem conseguido ajuda de países africanos para driblar o bloqueio criminoso imposto pelos EUA e seus lacaios. Embora muito do que se diga não passe de difamações para pressionar uma ruptura nas relações da Coreia com esses países, é provável que parte dessas histórias seja verdadeira.

Publicado em África/Ásia

Coroas de flores, diversos atos e a colocação de uma placa marcaram este fim de semana a recordación dos heróis do massacre de Batepá, em Sao Tomei e Príncipe.

Publicado em África/Ásia
Terça, 12 Dezembro 2017 07:34

Jerusalém, memória da dor

[Elaine Tavares] Era 14 de maio de 1948 quando a Organização das Nações Unidas decidiu criar por decreto o estado de Israel, dividindo o território ocupado pelos palestinos em dois, com a participação decisiva do brasileiro Osvaldo Aranha, então representante brasileiro na ONU. Foi por conta de uma manobra feita por Aranha que a votação aconteceu e deu vitória ao sionismo. Segundo a organização haveria dois estados: um árabe e um judeu. A proposta era uma espécie de reparação pelo horror vivido pelos povo judeu na grande guerra provocada pelos nazistas. Ocorre que a terra não era um espaço vazio. Ali viviam as famílias palestinas desde há séculos, plantando suas oliveiras, criando suas cabras e conversando nas calçadas sorvendo o chá de hortelã ou maramiah. 

Publicado em Mundo
Terça, 31 Outubro 2017 09:37

Descolonizar é preciso

[Pedro Varela] O império português desmoronou-se há mais de 40 anos, derrotado pelas lutas de libertação africanas e pelo movimento popular português.

Publicado em Portugal

[Nuria Barbosa León] Ainda nas difíceis condições deixadas pelo furacão María, em sua passagem por Porto Rico, Edwin González, representante da missão porto-riquenha em Havana, asseverou que a causa pela descolonização de seu país continua sendo a prioridade para todos aqueles com um agir consequente rumo à emancipação social.

Publicado em América Latina

Guam tem estado no centro do noticiário internacional nos últimos dias devido à troca de fortes agressões verbais entre Washington e Pyongyang, e as ameaças de que a Coreia do Norte poderia atacar a pequena ilha da Micronésia com bombas nucleares. "É a presença dos Estados Unidos aqui que nos torna um alvo preferencial para a Coreia do Norte em seu conflito com os Estados Unidos", afirma na seguinte entrevista a acadêmica e ativista anti-colonização guamesa, Lisa Natividad.

Publicado em Mundo

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar