Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 17 Agosto 2018 13:06 Última modificação em Terça, 21 Agosto 2018 22:12

Por que é importante para Cuba a formação de doutores?

Avalie este item
(2 votos)
País: Cuba / Língua/Educaçom / Fonte: Granma

[Orfilio Peláez] Como um produto genuíno da Revolução e do pensamento visionário de Fidel, a ciência cubana enfrenta o desafio de evitar retrocessos em seu trabalho, em meio do complexo cenário econômico atual e tornar-se uma plataforma de contribuições que sirva, cada vez mais, ao progresso da nação, nas esferas mais diversas.

Em 10 de fevereiro de 1993, quando falou na inauguração do Centro de Biofísica Médica, em Santiago de Cuba, o Comandante-em-chefe disse: «A ciência e as produções da ciência deveriam ocupar, um dia, o primeiro lugar na economia nacional. Temos que desenvolver as produções de inteligência, e esse é o nosso lugar no mundo, não haverá outro».

Segundo expressou ao Granma Internacional o doutor em Ciências Luis Alberto Montero Cabrera, professor de mérito na Universidade de Havana e presidente do Conselho Científico dessa casa de estudos superiores da capital cubana, «a sustentabilidade da ciência no país passa, inevitavelmente, por uma formação de doutorado eficiente e atraente».

«Se grande parte dos professores de uma universidade possuem esse grau cientifico, que os torna permanentes buscadores de novos conhecimentos, então estarão em posição de reproduzir em seus estudantes o desejo de pesquisar e inovar, ajudando-os a serem seres humanos melhores e a criar riqueza material e espiritual para o bem-estar da sociedade».

«No mundo de hoje, um dos parâmetros determinantes para medir a reputação acadêmica ou a classificação dos centros de ensino superior é a proporção de doutores existentes no grupo de professores. Inclusive, isso é considerado um elemento-chave para poder falar de uma universidade genuinamente científica, quer dizer, aquela que produz conhecimentos e, ao mesmo tempo, pessoal qualificado», afirmou Montero.

Segundo Montero, também coordenador da Seção de Ciências Naturais e Exatas, da Academia Cubana das Ciências (ACC), «um programa sólido de promoção de doutorados em todas as disciplinas científicas e tecnológicas possíveis, torna-se uma fonte imediata, barata e eficiente de resultados de pesquisas, com possíveis impactos que podem transformar a sociedade, tal como acontece em muitos países com bom desempenho econômico».

Com relação à situação particular de Cuba, o doutor Montero especificou que a idade média de obtenção do doutorado era de 45 anos em 2015.

«Para aumentar e estabilizar a ciência, a tecnologia e a inovação de ponta, esse é um número claramente insuficiente, que precisa ser rejuvenescido. Um jovem doutor em ciências, que atinge o grau antes dos 30 anos, tem muito mais tempo em sua vida profissional para entregar novos conhecimentos e, ao mesmo tempo, promover a educação científica das novas gerações».

Da mesma forma, indicou que «a formação precoce no doutorado é um fator que favorece a igualdade de gênero na ciência, porque se tal processo ocorre quando as pessoas já têm filhos, as mulheres podem ser desfavorecidas com relação aos homens e exigir muito mais esforço pessoal para conseguir um doutorado».

De acordo com o conceito vigente na legislação correspondente, o grau de Doutor em Ciências em uma disciplina específica será concedido em Cuba aos graduados em nível universitário, que contribuam de forma original e significativa para o desenvolvimento de uma área do conhecimento e garantam sua capacidade de enfrentar e resolver problemas científicos de forma independente.

Segundo o expresso pelo professor Montero, a massa de cientistas produzidos nas últimas cinco décadas, incluindo o número de médicos, está diminuindo devido a fatores associados com a idade (aposentadoria e morte), a transferência de pessoal para outras atividades econômicas e de serviços melhor pagos e a emigração, fundamentalmente.

«Penso que é necessário criar um ambiente na mídia que favoreça desde cedo as inclinações naturais do ser humano para o conhecimento e a pesquisa. Nosso sistema educacional também deve promover, cada vez mais, o culto de ambas as atividades em todos os programas de ensino, bem como o método científico na prática experimental dos alunos.

«A formação de doutores é um processo de ganho líquido para todos. O novo médico ganha ao adquirir o diploma, seu tutor ou supervisor faz isso avançando muitos resultados científicos que também são dele, enquanto a instituição que os patrocina se beneficia ao produzir com eles mais ciência e tecnologia, ao mesmo tempo em que pode fortalecer seu corpo docente».

«Mas o país, enfatizou, ganha muito mais enriquecendo consideravelmente os resultados da ciência nacional e de seus recursos humanos com novos e jovens doutores».

Então é necessário avançar na promoção de uma política nacional para estimular tal atividade estratégica. Atingir tal objetivo talvez seja uma das premissas fundamentais exigidas pelo progresso do sistema científico cubano.

EM NÚMEROS

86 426 trabalhadores no setor das Ciências
53% deles são mulheres
15.993 Doutores em Ciências
355 com duplo doutorado

Fonte: Cubadebate

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar