Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 24 Junho 2016 18:24 Última modificação em Segunda, 27 Junho 2016 13:24

A estrutura político-militar das FARC-EP

Avalie este item
(1 Voto)
País: Colômbia / Institucional / Fonte: FARC-EP Internacional

A FARC-EP não é só uma estrutura armada ou uma organização militar. Nós estamos nos unindo com diferentes iniciativas de resistências populares, ativas em diferentes áreas da Colômbia.

O núcleo é o Exercíto do Povo. Quarenta e oito simpatizantes construíram em Marquetalia (uma pequena zona de colonização em Tolima, Colômbia Central) o núcleo original da resistência que deu origem a Revolução das Forças Armadas da Colômbia em 1964. A FARC-EP é a linha de frente armada da resistência, e é composta por homens e mulheres que voluntariamente aceitaram a disciplina militar e fizeram um comprometimento a longo prazo com a revolução.

As guerrilhas FARC-EP se utilizam de ações militares ofensivas e defensivas nos confrontos com a força militar do Estado e os esquadrões (nesse caso, especialistas em matar). Mas eles também têm programas políticos para a população civil, tais como trabalhos na agricultura e também trabalhos para melhorar a infraestrutura nessas áreas, para o benefício do povo.

Entretanto, a resistência popular não para por aqui. A Partido Clandestino Comunista Colombiano (PCCC) - é a organização politica da FARC-EP. Todo combatente é membro de uma célula revolucionária do PCCC que se encontra regularmente, provendo educação política e resolvendo questões e propostas feitas pelos militantes.

O PCCC é também a linha de frente dos trabalhadores e massa de simpatizantes. Células disfarçadas do PCCC trabalham em diferentes áreas da força, preservando a identidade dos militantes e das estruturas políticas, porque o terrorismo do Estado trabalha todos dias para se infiltrar e aniquilá-las. Pode se dizer que qualquer espaço social na Colômbia onde se pode encontrar a resistência, também pode se encontrar a célula revolucionária do PCCC fazendo o seu trabalho.

Pessoas que queiram dar suporte a FARC-EP também podem se juntas as Milicias Bolivarianas, uma massa política-militar que lidera a defesa armada disfarçada em comunidades e bairros. Homens e mulheres das milícias são pessoas comuns que tem uma formação militar e estão prontas para defender seu povo contra o Estado e paramilitares a qualquer momento.

Os membros da milícia bolivariana também apoiam ações militares da guerrilha da FARC-EP ou dão suporte à inteligência ou atividades de logística. Cada esquadrão da milícia é também uma célula revolucionária da PCCC ao mesmo tempo.

O Movimento Bolivariano para a Nova Colômbia (chamado de MB), é o mais amplo círculo de massas de influência. Fundado 15 anos atrás em San Vicente del Caguán, o Moviemnto é uma alternativa patriótica para os partidos. Proposto e liderado pela FARC-EP, o MB é um espaço para qualquer cidadeão colombiano que concorda com o plataforma bolivariana, um manifesto democrático de 12 pontos. Ele não tem nenhum estatuto e qualquer colombiano é livre para entrar.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar