Publicidade

Diário Liberdade
Quarta, 19 Dezembro 2018 16:15 Última modificação em Quinta, 03 Janeiro 2019 19:06

Portuários radicalizam mobilização no Chile

Avalie este item
(0 votos)
País: Chile / Laboral/Economia / Fonte: PCB

Os trabalhadores do Terminal Pacífico Sul de Valparaíso anunciaram que intensificarão as mobilizações, depois de ter havido a invasão dos Carabineiros à sede do sindicato, onde foram feitas detenções, em meio aos enfrentamentos entre trabalhadores e a polícia.

“Queriam ano novo?... No haverá ano novo!” foi a dura sentença de um dos dirigentes portuários que se encontram mobilizados, Osvaldo Quevedo, logo após os Carabineiros invadirem a sede do Sindicato de Estivadores para deter um grupo de trabalhadores em seguida a uma jornada de enfrentamentos com a polícia.

Desta forma os trabalhadores portuários de Valparaíso anunciaram que radicalizarão suas mobilizações num conflito que já se estendeu por mais de um mês e que provocou uma série de perdas à economia nacional.

O fracasso das negociações entre os controladores do Terminal Pacífico Sul e os trabalhadores tem estendido este conflito muito mais além que o esperado e não se vê, no curto prazo, que possa haver um entendimento entre as partes.

Para Quevedo, “Carabineiros atacaram com força, violentando o mais sagrado que tem um trabalhador, que é o seu sindicato”. O dirigente responsabilizou também a governadora de Valparaíso de haver ordenado a ação policial.

O Governo, além de uma série de chamados ao entendimento entre as partes, tem tomado uma atitude distante, deixando a resolução do conflito a cargo da empresa TPS, que, até o momento, se tem mostrado incompetente para resolver a situação.

O ministro da Fazenda Felipe Larraín novamente fez um apelo para que se desse fim ao conflito, posto que “o funcionamento do porto de Valparaíso a meia bomba não faz bem ao país”.

Recordemos que os portuários solicitam, entre outras melhorias nas condições de trabalho, um abono em torno de 2 milhões de pesos e que a empresa não aplique represálias contra os trabalhadores que se mobilizaram.

Em resposta, a empresa somente ofereceu a concessão de um empréstimo de 350 mil pesos e de um cartão presente por um valor de 200 mil pesos.

Durante a noite desta segunda-feira, trabalhadores portuários da cidade de Iquique realizaram uma série de barricadas e protestos em apoio aos trabalhadores portuários da cidade de Valparaíso que se encontram mobilizados.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar