Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Quarta, 01 Mai 2019 23:12 Última modificação em Quinta, 16 Mai 2019 01:10

Vêm à tona detalhes sobre tentativa de golpe de Estado na Venezuela Destaque

Avalie este item
(1 Voto)
País: Venezuela / Antifascismo e anti-racismo / Fonte: Sputnik

A Sputnik falou com a vice-presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, Tania Díaz, que revelou a verdade sobre as ações da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) e como alguns chefes militares enganaram os soldados para "um cenário de confronto golpista".

Díaz disse à Sputnik Mundo o que aconteceu no dia 30 de abril na Venezuela, depois que Juan Guaidó publicou um vídeo com o oposicionista Leopoldo López, convidando a população e os militares a saírem às ruas para "recuperar a liberdade".

Anteriormente, havia sido relatado que o governo do presidente Nicolás Maduro reprimiu uma tentativa de golpe de "um pequeno grupo de militares traidores". Segundo Díaz, "esse grupo rebelde" de soldados foi orquestrado por "um par de comandantes" que "não tem nem tropas nem raízes, não tem liderança na FANB".

"Eles agarraram um grupo de rapazes a quem eles comandaram, e lhes disseram que eles iriam fazer uma operação X e os levaram enganados para o cenário de confronto de golpe de Estado na frente da base aérea militar La Carlota", revelou a vice-presidente. Díaz explicou que as ações da FANB se baseiam em "um dos pilares da revolução chavista [...]: a união cívico-militar".

"Ao contrário do Chile e de outros países da região", continuou Díaz, "a FANB é formada por homens e mulheres do povo, da extração popular, de setores humildes. O comandante Hugo Chávez conseguiu que as esperanças destes homens do povo se somem às do povo civil, para a construção de um projeto que é próprio e tem como origem a participação popular".

Ao mesmo tempo, a vice-presidente recordou o artigo 5 da Constituição, que literalmente diz que "a soberania reside intransferivelmente no povo", que a exerce diretamente através da Constituição e das leis, e indiretamente através do voto.

"Isso marca a diferença do que é esse processo na Venezuela, que muitas democracias representativas tradicionais não entendem: não é uma democracia representativa, não é que votamos a cada cinco anos e deixamos que aqueles que elegemos decidam o que vai acontecer no país [...] Foi o que vimos hoje nessa FANB que está cada vez mais imbricada nesses desejos, desejos da pátria do povo venezuelano", concluiu.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar