Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Segunda, 27 Fevereiro 2017 16:00 Última modificação em Quinta, 02 Março 2017 16:08

Capitalistas defendem com unhas e dentes a reforma da previdência

Avalie este item
(0 votos)
País: Brasil / Laboral/Economia / Fonte: Causa Operária

Considerado um dos mais elaborados sistemas  de proteção social da América Latina, o Brasil está vendo desvanecer a sua previdência social – ligada ao Instituto Nacional de Seguridade Social – pela ação destruidora do regime golpista à serviço do imperialismo que, tal como fez na Grécia, Portugal e tantos outros países, desfere um brutal ataque ao conjunto da população trabalhadora, ao retirar direitos por meio de reformas trabalhistas, previdenciária, da educação, entre outras.

O sistema universal de cobertura atual remonta a Constituição de 1988 e a Previdência pública existe pelo menos desde a década de 60. 

Valendo-se do falacioso discurso do déficit da Previdência, o governo golpista de Michel Temer, enviou para o Congresso um Projeto de reforma que retirará direitos conquistados historicamente pelos trabalhadores em favor de uma camarilha de ricos, investidores estrangeiros e banqueiros que anunciam voltar a “investir” no País caso a reforma da previdência seja aprovada, como declarou o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, durante uma sessão da comissão especial da Câmara que discute a reforma.

O pano de fundo da reforma é fazer com que o trabalhador perca o direito à aposentadoria uma vez que ficará quase impossível, pelas regras contidas no projeto enviado por Temer, o trabalhador alcançar uma brecha para se aposentar. Uma das maiores maldades da reforma previdenciária é o aumento, de 15 para 25 anos, do tempo mínimo de contribuição, como autônomo, por exemplo, afora a idade mínima que será de 65 anos para homens e mulheres, hoje, respectivamente, são 65 e 60 anos.

Outra perversidade diz respeito ao aumento na regra do tempo de contribuição que passará dos atuais 30 anos para mulheres e 35 para homens para 49 anos de contribuição.

Entre outros ataques aos direitos dos trabalhadores, há ainda a possibilidade de mudança nas regras da aposentadoria dos trabalhadores rurais, dos benefícios assistenciais e do auxílio doença do INSS que o governo já colocou suas “mangas de fora” ao cortar 43 mil auxílios doenças através de um pente-fino com o único intuito de prejudicar os trabalhadores vítimas  de acidentes do trabalho.

Toda esta política visa uma brutal expropriação de centenas de bilhões da Previdência, dos recursos subtraídos dos trabalhadores para os cofres dos banqueiros e outros especuladores.

Está claro, portanto, que a reforma tem como objetivo aumentar os lucros de banqueiros, empresas de previdência privada, beneficiados diretamente pela reforma da previdência.

A única maneira de barrar esta e outras reformas é através de uma ampla mobilização dos trabalhadores contra o golpe de estado.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar