Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Sexta, 22 Julho 2016 23:36 Última modificação em Quarta, 27 Julho 2016 02:20

Essa tal doutrinação

Avalie este item
(1 Voto)
País: Brasil / Resenhas / Fonte: Diário Liberdade

Por Eduardo Vasco

A aula era de Filosofia, durante o Ensino Médio, em uma escola pública.

Confesso que, apesar de ser uma das minhas disciplinas prediletas, eu não estava prestando muita atenção.

Mas o conteúdo devia ser alguma coisa relacionada à teologia, religião, talvez sobre Santo Agostinho, sei lá.

O que ocorreu foi que, de repente, uma colega que estava sentada nas primeiras fileiras começou a gritar um tanto eufórica com a professora.

Muitos alunos observávamos meio espantados, enquanto outros, mais próximos a essa colega, caíam na risada com suas piadinhas ultrajantes e gestos escandalosos.

A professora estava apavorada, estupefata, atônita com a performance inquisitorial da aluna.

Mas o que havia ocorrido? Por que tanta intolerância e perseguição? A professora apenas respondera a uma pergunta da aluna.

Ora, ao que parece não se pode mais responder às dúvidas dos alunos. E como a resposta da professora foi diferente daquilo que a aluna queria ouvir, esta simplesmente não aceitou e partiu para a ofensa.

Humilhada com tantos insultos, injúrias e difamações, a professora não aguentou e saiu da sala.

Poucos minutos depois, voltou acompanhada da inspetora para tentar acalmar os ânimos da agitada aluna.

Mas o estrago já estava feito. A dignidade da pobre professora não existia mais.

Sentindo-se derrotada, e impopular perante a classe, por sua relação tímida com os alunos, ela desistiu de dar aula para aquela turma e foi embora, quase chorando.

A aluna conseguiu calar uma voz diferente da sua.

Mas qual foi a pergunta que a aluna dirigira à professora? E qual a resposta?

A minha colega era evangélica, e perguntara à professora se esta acreditava em Deus. A reposta: não.

Sim, uma professora foi reprimida por responder a uma pergunta da aluna, porque sua crença religiosa era diferente do que os pais da aluna lhe ensinaram.

Há quem defenda a aluna por ter o direito de continuar ouvindo apenas o que ela sempre ouviu.

Há quem defenda a professora por ter o direito de expressar sua opinião, ainda mais se questionada pela aluna sobre isso.

A minha colega, coitada, talvez fosse alvo de uma baita de uma doutrinação. Mas não dentro da sala de aula...

Gostou desta crônica? Apoie a campanha financeira do Diário Liberdade e ajude a construir uma mídia independente

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar