Publicidade

Diário Liberdade
Quinta, 25 Mai 2017 19:40 Última modificação em Segunda, 29 Mai 2017 00:14

Síria: Coligação ocidental bate recorde de vítimas civis num mês

Avalie este item
(0 votos)
País: Síria / Direitos nacionais e imperialismo / Fonte: Abril Abril

A coligação militar liderada pelos EUA matou o maior número de civis, num mês, desde que, em 2014, iniciou as suas operações na Síria, alegadamente para combater o Daesh. A informação foi revelada esta terça-feira pelo insuspeito Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

De acordo com o OSDH, que se opõe ao governo de Damasco, entre 23 de Abril e 23 de Maio a coligação de forças militares liderada pelos Estados Unidos matou 225 civis – batendo o recorde de vítimas civis mortas num mês desde que iniciou as suas operações no país árabe, em 2014.

Na informação, divulgada esta terça-feira, refere-se que os ataques aéreos e bombardeamentos da chamada coligação internacional na Síria mataram, no total, 1481 pessoas, incluindo 319 crianças. O mês mais fatídico era, até ao momento, o período compreendido entre 23 de Fevereiro e 23 de Março, em que foram mortos 220 civis, informa a PressTV.

As ações da coligação internacional sempre careceram de apoio do governo sírio, que questionou a eficácia dos bombardeamentos e acusou os países envolvidos de violarem a sua soberania e integridade territorial.

O governo sírio não só não pediu ajuda aos governos ocidentais, como acusou os EUA, a França, o Reino Unido e os seus aliados regionais – em que se incluem a Arábia Saudita, o Catar, a Turquia e Israel – de terem ajudado a criar os grupos terroristas que operam no país, de os financiar e de lhes fornecer armamento.

Os militares norte-americanos admitiram que os ataques na Síria provocaram vítimas mortais entre a população civil, mas rejeitam os números avançados por outras fontes. De acordo com a coligação, os bombardeamentos terão morto «inadvertidamente» 352 civis desde o início da campanha.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar