Publicidade

Diário Liberdade
Quarta, 28 Março 2018 17:36 Última modificação em Sábado, 31 Março 2018 17:07

Extrema-direita fará coalizão com populistas na Itália

Avalie este item
(0 votos)
País: Itália / Institucional / Fonte: Vermelho

O líder do partido italiano de extrema-direita Liga disse nessa segunda-feira (26) que está disposto a conversar com o populista e autoproclamado “anti-sistema” Movimento 5 Estrelas sobre a formação de um governo depois que os dois lados uniram forças para eleger os presidentes das duas Casas do Parlamento no final de semana

Salvini (o seu partido, a Liga, obteve 17%, a coligação em que foi o mais votado, com 37%) e Di Maio (o M5S aproximou-se dos 33%) tinham chegado a um acordo há alguns dias, o problema foi mesmo Silvio Berlusconi. O antigo primeiro-ministro, ainda aprendendo a viver na realidade pós-4 de março, em uma Itália em que ele já não é o líder da aliança de direita, insistiu que queria que Paolo Romani presidisse o Senado, um candidato vetado pela formação de Di Maio por ter no currículo uma condenação por corrupção.

Durante a tarde de sexta-feira (23), Salvini ordenou aos seus deputados que votassem em outro nome da Força Itália, de Berlusconi. Foi o suficiente para Berlusconi gritar “traição” e o “fim da unidade da direita”, denunciando o “projeto para um governo Liga-M5S”. O embate foi resolvido mais tarde. A eleita acabou sendo Maria Elisabetta Alberti Casellati, primeira mulher a presidir o Senado italiano, o que gerou um aplauso de todas as bancadas, inclusive a do Partido Democrático (PD), que teve seu pior resultado nas eleições do dia 4 de março.

A votação de sábado (23), que colocou um político do 5 Estrelas a cargo da Câmara dos Deputados e um veterano da centro-direita no comando do Senado, desencadeou rumores de que os dois blocos podem ir adiante e tentar forjar uma coalizão.

Tal perspectiva parecia quase impossível um mês atrás, já que a Liga e seus aliados conservadores tinham diferenças profundas com o 5 Estrelas tanto em termos de políticas quanto de personalidades.

Mas como a eleição de 4 de março na Itália resultou em um Parlamento sem maioria, partidos a princípio incompatíveis estão cogitando várias opções para superar o impasse, e o presidente Sergio Mattarella se prepara para iniciar negociações formais na próxima semana.

Desta forma percebe-se o cenário preocupante da política italiana: o novo líder e moderador para formação de um governo acaba sendo Matteo Salvini, da Liga, partido de extrema-direita e xenófobo.

Em uma entrevista à rede Telelombardia, Salvini disse que apresentará 10 prioridades para o próximo governo, entre elas reformar o sistema de Justiça, conter a imigração e descartar uma reforma previdenciária recente que postergou as idades para aposentadoria.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar