Publicidade

Diário Liberdade
Domingo, 04 Setembro 2016 10:22 Última modificação em Quarta, 07 Setembro 2016 21:40

Greve de 180 milhões de trabalhadores/as paralisa a Índia Destaque

Avalie este item
(1 Voto)
País: Índia / Laboral/Economia / Fonte: Diário Liberdade

Na última sexta-feira (02), trabalhadoras e trabalhadores de diversas categorias paralisaram a produção e saíram às ruas na Índia contra os ataques neoliberais do governo do primeiro-ministro Narendra Modi e de seus patrões.

Bancos, fábricas, lojas, empresas de telecomunicações, correios, mineração, construção civil, transporte e funcionalismo público foram algumas das categorias que atenderam ao chamado das dez entidades de classe que, não vendo alternativa, e após falharem as negociações com o governo, decidiram utilizar a arma mais eficiente para impulsionar as reivindicações mais imediatas da classe trabalhadora: a greve.

As propostas do governo de aumento do salário mínimo em 42% para trabalhadores/as não qualificados não eram suficientes e a seguridade social ou pensão não estavam garantidas para milhões que estão fora do setor organizado.

Além disso, os planos governamentais de privatizar setores estratégicos, como transporte e defesa, entregando-os para o capital estrangeiro, foram amplamente rechaçados.

Segundo os organizadores, cerca de 180 milhões de pessoas participaram da greve, uma das maiores já registradas em toda a história. No entanto, a mídia indiana noticia que houve detenções de manifestantes por “apoiarem a agitação” e também coerção por parte da polícia para que grevistas voltassem ao trabalho.

Desde o início de seu governo, há dois anos, Narendra Modi tem implementado políticas de flexibilização de leis trabalhistas para beneficiar as grandes empresas e atrair mais investimento do capital estrangeiro. Essa foi a segunda grande greve geral desencadeada contra essa políticas.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar