Publicidade

Diário Liberdade
Terça, 06 Setembro 2016 00:59 Última modificação em Sexta, 09 Setembro 2016 11:04

China dá liçom a outros estados afirmando a sua soberania na chegada de Obama à Cimeira do G20 Destaque

Avalie este item
(3 votos)
País: China / Institucional / Fonte: Diário Liberdade

Um facto tam justo como o tratamento igualitário para o presidente norte-americano em relaçom a outros chefes de estado presentes na reuniom do G20 na China provocou a zanga da delegaçom ianque.

Aquilo que os governos norte-americano e europeus aplicam às jornalistas doutros países em funçom dos seus interesses propagandísticos particulares converteu-se em notícia quando em Hangzhou o presidente norte-americano recebeu um tratamento igualitário ao doutros presidentes na sua chegada à China e os jornalistas que o acompanhavam obrigados a seguir as normas do país.

A falta de condiçons especiais ou de qualquer protagonismo extra para Obama relativamente aos restantes chefes de estado e governo presentes na reuniom do G20 na China foi notícia estes dias nos meios ocidentais.

O presidente norte-americano Barack Obama tivo umha receçom fria, mostrando-lhe que nom está por cima dos outros mandatários presentes na cúpula, nem da soberania chinesa sobre o aeroporto e restantes instalaçons.

Nom houvo escadas exraordinárias para descer do aviom, tendo que utilizar umha saída auxiliar do seu aviom presidencial sem tapete vermelho nas escadas.

As formas fôrom corretas, mas incluírom restriçons ao papel dos jornalistas da comitiva presidencial norte-americana, o que levou uma assessora presidencial, Susan Rice, a protestar in situ perante um funcionário chinês, quem esclareceu que nom podiam aproximar-se de mais. 

A funcionária afirmou que "o presidente é americano, entom as regras sobre o presidente som impostas polos EUA". Perante a insistência da empregada do governo estado-unidense, espetou com firmeza: "Este é o nosso país! Este é o nosso aeroporto!"

A Inteligência Militar norte-americana acabou por difundir umha desculpa dirigida ao governo chinês pola incidente. Alguns meios ianques, como TNYT definírom o recebimento como "glacial" e Fox News mesmo falou de "insulto" a Obama por parte do governo chinês, enquanto a representante oficial da chancelaria chinesa, Hua Chunying, afirmou que as informaçons de alguns meios internacionais sobre o assunto fôrom "pouco profissionais".

Com Sputnik

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar