Publicidade

Diário Liberdade
Quarta, 04 Mai 2016 14:47

O apagão da tagarelice

Avalie este item
(0 votos)
Sergio Domingues

Clica na imagem para ver o perfil e outros textos do autor ou autora

Com o WhatsApp bloqueado, muita frustração e pânico. Não é para menos.


O uso “recreativo” do aplicativo representa o auge de nossa dependência das telas.

Tudo teria começado em 1950, com a inauguração da TV no Brasil, atrasada uns 20 anos em relação a outros países. As conversas no sofá da sala ou em cadeiras nas calçadas diminuíram.

Em 1965, surgia a primeira rede nacional de TV. Era a Globo, voz oficial da ditadura. No lugar do silêncio imposto por censura e tortura, notícias e novelas. Umas e outras, fictícias.

O Plano Real possibilitou o endividamento sob os juros mais altos do mundo. Mas também o acesso a vários aparelhos de TV na mesma casa. A família já não se espremia no sofá diante do monitor.

Lugares públicos, como bares e consultórios, ganharam vários televisores. A atenção destinada a conversas ou leituras, roubada por telas cada vez mais onipresentes.

Ou seja, desde o fim das cadeiras na calçada, o hábito de conversar vem desaparecendo. No máximo, rasos comentários sobre o que aparece nas telas.

É o monólogo falador televisivo levando à mudez da audiência.

A situação parecia muito conveniente aos poderosos. A verdade que chegava pelas telas era aceita passivamente fora delas.

No século 21, porém, há uma grande mudança.

Os aplicativos de mensagens mostram que a tagarelice pode ser muito útil ao poder. Seria porque a qualidade de nossa interação atual já não representa qualquer ameaça a não ser para nossa própria inteligência?

Poderíamos aproveitar o apagão do Zap para fazer esse debate. Que tal criar um grupo no Telegram ou no Messenger, por exemplo?

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar