Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Domingo, 02 Abril 2017 17:13

O MAS português, por uma europa sem muros e sem austeridade

Avalie este item
(0 votos)
País: Portugal / Batalha de ideias / Fonte: MAS

Editorial do jornal Ruptura nº149, Março 2017.

A União Europeia, tal como a concebeu o projecto capitalista que a edificou, entrou numa fase de crise terminal.

Estamos a assistir à sua implosão e o ‘pontapé de saída’ está a ser dado com o chamado ‘brexit’ inglês, mas o processo está bem mais estendido a todo o continente, ao iniciar-se uma fase em que o imperialismo europeu reconhece o falhanço deste projecto assente em acordos multilaterais no mundo da globalização capitalista (como é o projecto UE) e parece querer retomar o anterior ‘cada um por si’ para se posicionar nesta profunda crise económica.

Os fenómenos políticos acompanham esta desagregação comunitária. Os chamados ‘populismos’ de direita retomam a ideologia do ‘proteccionismo’ face ao exterior a par com o reforço do liberalismo laboral interno.

A xenofobia e o racismo servem esses propósitos e já vemos os exemplos dessa direita a governar a Polónia e a Hungria (neste caso já com traços próximos do fascismo), a fortalecer-se na Bélgica, Holanda, Itália, Alemanha e na França, onde a candidata Marine Le Pen só parece ser travada pelo recente populismo de Macron (um ‘independente’ proveniente da alta-finança e que se demarca da ‘classe política’).

A falta de uma alternativa à esquerda, com um percurso de independência face aos governos sociais-democratas e socialistas ditos de ‘esquerda’, tem permitido a novos protagonistas, mais ou menos populistas, captarem o apoio de massas trabalhadoras e jovens vítimas da austeridade e do desemprego.

Quem perdeu direitos e perspectivas de futuro não suporta os ‘políticos’ que o colocaram nesta situação e procura alternativas.

As recentes derrotas dos movimentos (2008/2014) que em várias partes do mundo (com particular destaque para o norte de África e Europa do Sul, mas também com expressão no continente americano) reagiram à crise e contestaram a situação política e económica nas diversas regiões, deram origem a este novo contexto mundial onde se enquadra o surgimento de novos protagonistas a liderar novos planos de reacção capitalista para a crise económica. Exemplo destas novas ‘lideranças’ é Donald Trump nos EUA.

Este novo projecto que visa aprofundar a exploração e desregulação dos direitos laborais, com a ‘uberização’ da economia e com mais restrições na democracia, tem de ser enfrentado com a unidade dos povos e da classe trabalhadora.

Lamentavelmente há na esquerda portuguesa quem opte pela unidade com os governos comprometidos com a velha ordem da UE, e que hoje está a desmoronar-se.

Em Portugal, PS e PSD/CDS-PP são duas faces da mesma moeda. A construção de uma unidade de esquerda que possa fazer frente a eventuais populismos de direita, necessita de um corte imediato com o governo PS e uma clara opção por um novo projecto europeu sem muros nem austeridade, em corte radical com esta UE, com o Euro e a submissão à Dívida .

O Movimento Alternativa Socialista – MAS – propõe à esquerda, particularmente ao PCP e ao BE, a constituição de uma unidade alternativa ao PS, à direita e à UE. Uma unidade para mobilizar pela saída do Euro e para parar a sanguessuga da dívida.

Uma unidade com todos os que à esquerda do PS querem uma saída por fora dos caminhos desta UE e também querem evitar as soluções de um qualquer populismo de direita.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar