Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Sexta, 17 Junho 2016 00:50 Última modificação em Segunda, 20 Junho 2016 14:48

Lisboa: Sectores precarizados juntam-se aos estivadores para reclamar trabalho digno

Avalie este item
(4 votos)
País: Portugal / Laboral/Economia / Fonte: Diário Liberdade

Uma animada manifestação percorreu o centro da capital portuguesa para denunciar a precarização das condições de trabalho não apenas no âmbito portuário, mas no conjunto de sectores assalariados do País.

Trabalhadoras e trabalhadores precários, bem como desempregados, estudantes e outros sectores somaram-se nesta quinta-feira à manifestação que partiu do Cais de Sodre e marchou até à Assembleia da República. Diferentes sindicatos aderiram à manifestação, com participação de centenas de pessoas, com uma faixa inicial a exibir o lema da mobilização: “Precariedade? Nem para os estivadores, nem para ninguém”.

A iniciativa contou também com o apoio de duas forças parlamentares, o BE e o PCP. Tambores, buzinas e petardos deram animação à marcha, junto a palavras de ordem coreadas sobretudo pelo pessoal do trabalho portuário lisboeta, onde os cortes em pessoal são compensados com jornadas de trabaho de 16 e até 20 horas, para proteger a qualquer custo a taxa de lucro dos burgueses do sector.

A intervenção de representantes sindicais no fim da mobilização alertou para as tendências precarizadoras, que vão em aumento e poderão trazer novos conflitos, apesar do acordo atingido no processo grevista dos últimos meses. De facto, o alvo dos estivadores continua a ser a lei do trabalho portuário (Lei n.º 3/2013), aprovada pelo governo do PSD-CDS, que contou também com os votos do PS. Apesar da longa luta e da manifestação desta quinta-feira, o executivo atual, em mãos do PS, continua a recusar-se a abordar qualquer alteração dessa lei.

Luís Nunes, correspondente gráfico do Diário Liberdade em Lisboa, realizou uma ampla reportagem fotográfica que oferecemos a seguir aos leitores e leitoras do DL.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar