Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 29 Setembro 2017 12:52 Última modificação em Quarta, 04 Outubro 2017 21:12

Central operária uruguaia anuncia duas greves parciais

Avalie este item
(1 Voto)
País: Uruguai / Laboral/Economia / Fonte: Prensa Latina

A Central Única de Trabalhadores do Uruguai PIT-CNT realizará duas mobilizações e paralisações parciais, uma no dia 4 de outubro e outra 16 de novembro, segundo o decidido pela Mesa Representativa Nacional Ampliada (MNRA).

O site do movimento sindical publicou hoje que em reunião realizada ontem, a MNRA aprovou a estratégia a ser seguida em rejeição ao 'projeto de restauração conservadora', que vem sendo instalado na região e 'imposto' neste país.

Gabriel Molina, Secretário de Imprensa, Propaganda e Relações Nacionais do PIT-CNT, sublinhou que o plano de ação marcado estabelece a realização de duas mobilizações e paralisações parciais nas datas já assinaladas.

Explicou que em outubro, após a jornada de trabalho, será realizada uma concentração nas imediações da embaixada dos Estados Unidos em Montevidéu, para recusar a política imperialista impulsionada pela Casa Branca e em defesa da democracia.

Molina manifestou que a mobilização e paralisação parcial de novembro coincidirá com a celebração no Uruguai da Jornada Continental 'Pela democracia e contra o neoliberalismo', de 16 a 18 desse mês.

Deste encontro participarão cerca de sete mil pessoas em representação de organizações e movimentos da América Latina como a Confederação Sindical de Trabalhadores das Américas; Encontro Sindical Nossa América e a Central de Trabalhadores de Cuba, entre muitas outras.

Apontou que os quatro eixos centrais desse encontro serão democracia e soberania, integração, multinacionais e livre comércio.

Ao referir-se à situação de seu país, o dirigente sindical uruguaio reconheceu avanços 'em alguns casos' e a abertura de espaços de negociação como o de impulsionar leis que interessam ao movimento sindical.

Entre estas mencionou a de trabalho noturno, o trabalho para as pessoas com necessidades especiais, a de insolvência patronal, entre outras, as quais, disse, consideramos necessárias para atingir 'um trabalho de qualidade'.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar