Publicidade

Diário Liberdade
Segunda, 31 Julho 2017 21:38 Última modificação em Sábado, 05 Agosto 2017 13:49

Especialistas eleitorais destacam fortalecimento e transparência do sistema eleitoral venezuelano

Avalie este item
(1 Voto)
País: Venezuela / Reportagens / Fonte: AVN

O Conselho de Especialistas Eleitorais na América Latina (Ceela), que acompanhou as diferentes etapas das eleições da Assembleia Nacional Constituinte (ANC), celebradas neste domingo na Venezuela, destacou em seu relatório o fortalecimento, confiabilidade e transparência do sistema eleitoral venezuelano.

O documento, lido por Nicanor Moscoso, representante da organização, destacou que a robustez do sistema de votação é reconhecida pelos eleitores no país, que registrou uma alta participação para eleger os 537 dos 545 constituintes, e reafirmou a veracidade dos resultados.

"A segurança que encontramos no sistema automatizado de votação, devido às auditorias, blindam totalmente o resultado e garante que estes refletem a soberana vontade dos eleitores".

No relatório, que será entregue ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE), também se reitera a necessidade de que a vontade do povo (8.089.320 venezuelanos) seja respeitada.

Para o Ceela, a jornada eleitoral deve servir para impulsionar o diálogo e a concertação de todas as forças políticas em função do bem-estar da cidadania e do país, "mediante este diálogo deveria se chegar à paz que hoje em cada um dos centros de votação proclamavam os eleitores" e "desejamos que os êxitos hoje conquistados se plasmem na paz e no progresso que reclama o povo bolivariano da Venezuela".

O documento informa que antes das eleições foram analisadas as normas da Constituição Bolivariana da Venezuela, e se concluiu que o chamado à Assembleia Constituinte pelo presidente Nicolás Maduro, no dia 1° de maio, está apegado ao ordenamento jurídico.

"Depois de revisada a Constituição da República Bolivariana da Venezuela, o chamado do Presidente da República se apegou à Constituição, e o CNE estava na obrigação de atender esse pedido e de organizar as eleições", afirma o relatório.

O Ceela —integrado por ex-presidentes e magistrados de organismos eleitorais da América Latina— destaca que "devemos reconhecer os importantes avanços que demonstra que este organismo eleitoral (CNE) conseguiu o adequado funcionamento de seu sistema e o respeito e reconhecimento por parte dos cidadãos".

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar