Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Quarta, 17 Mai 2017 13:14 Última modificação em Sábado, 20 Mai 2017 13:58

Preparar já a greve geral de dois dias: por uma greve política contra os golpistas

Avalie este item
(2 votos)
País: Brasil / Laboral/Economia / Fonte: Causa Operária

A greve é a arma e direito sagrado dos trabalhadores. Como tal, está sendo violada pela direita, através de ações arbitrárias de proibição da luta, da caça de trabalhadores grevistas pelos golpistas e por todo tipo de manipulação da imprensa golpista.

No dia 28 de abril foi deflagrada greve histórica no Brasil. Com a adesão de 35 milhões de trabalhadores, utilizando das palavras de ordem “Abaixo o Golpe”, os trabalhadores mostraram que a palavra “movimento”, colocada aqui propositalmente para nos referirmos à greve, é de fato a expressão maior dos milhões de grevistas em toda a história de luta dos trabalhadores.

Em sua ação efetiva, a greve tem o aspecto de realmente centralizar democraticamente os trabalhadores que, em período de rotina de trabalho, estão desorganizados da luta por seus direitos. Greve não é sinônimo de paralisia como a direita tenta impor com a ajuda da imprensa golpista, pois, é através desse mecanismo de luta histórico, que se conquistaram todos os direitos trabalhistas.

A imprensa de direita golpista tenta diariamente atacar os direitos dos trabalhadores, evidenciando o ódio que a burguesia tem da classe operária e da população pobre do Brasil.

Lembramos também aos trabalhadores que no centenário da Revolução Russa, é necessário demarcar uma situação ímpar e pouco conhecida na história. Poucos sabem que, a deflagração e radicalização da luta russa se deu através de uma greve gigantesca, convocada pelas operárias russas, contra a fome imposta pelo governo czarista e contra a situação de desigualdade social estabelecida. Alguns revolucionários, desacreditados pela situação do momento, foram contra, mas foi dessa movimentação importante e da potência da insatisfação dos trabalhadores organizados, as vésperas de outubro, que revolucionários como Lênin, apoiaram a organização da greve que foi a cabeça e o coração da Revolução de 1917.

Hoje não podemos aceitar o fim da aposentadoria, fim de direitos trabalhistas, encarceramento de trabalhadores em massa, perseguição aos sindicatos, perdão de dívidas bilionárias de sonegação de impostos dos bancos e o Golpe de Estado. Toda essa política golpista que é a operação “Lava-Jato” atinge diretamente os trabalhadores. Não podemos aceitar 49 anos de “contribuição”, que é a volta da escravidão.

Por isso a necessidade urgente de se construir uma greve geral imediata, política, convocando cada setor trabalhista organizado. A greve geral do dia 28 foi muito bem sucedida e mostrou a força das organizações sindicais. Agora é preciso parar por dois dias e assim sucessivamente até a greve geral por tempo indeterminado.

O ato em Brasília, dia 24 deste mês, deve ser utilizado e convocado como preparação da greve geral que tem como política central a luta contra o golpe.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar