Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Segunda, 10 Setembro 2018 18:08 Última modificação em Quinta, 13 Setembro 2018 00:23

Brasil é o país do mundo que teve mais perda florestal em 2017

Avalie este item
(1 Voto)
País: Brasil / Consumo e meio natural / Fonte: Correio da Cidadania

[Suzana Camargo, Conexão Planeta] Em tempos de Copa do Mundo, a comparação fica bem clara. O planeta perdeu o equivalente a um campo de futebol de florestas por segundo no ano passado, ou mais exatamente 29,4 milhões de hectares.

O dado acaba de ser divulgado pelo relatório Global Forest Watch e revela que este é um segundo recorde de desmatamento desde que o monitoramento começou a ser feito em 2001. O levantamento é baseado em informações obtidas através da comparação de 30 milhões de imagens de satélite em alta resolução.

A destruição de florestas no mundo todo não apenas coloca em risco a sobrevivência de milhares de espécies de animais e plantas, como também deixa a humanidade em uma situação ainda mais vulnerável perante as mudanças climáticas, já que as árvores são um dos principais instrumentos para a absorção de dióxido de carbono (CO2) da atmosfera, o gás apontado como sendo o principal responsável pelo aquecimento global.

Desde 2003, a perda da cobertura florestal do planeta triplicou. Todavia, em áreas tropicais ela dobrou desde 2008. E o Brasil tem grande culpa nestes cálculos, já que foi o campeão neste triste ranking no ano passado, seguido – bem de longe – pela República Democrática do Congo.

“A principal razão pela qual as florestas tropicais estão desaparecendo não é um mistério – vastas áreas continuam sendo desmatadas para dar lugar à soja, carne bovina, óleo de palma, madeira e outras commodities comercializadas globalmente. Grande parte desse desmatamento é ilegal e ligada à corrupção”, disse Frances Seymour, do World Resources Institute, que produz o Global Forest Watch, junto a outros parceiros, em entrevista ao jornal britânico The Guardian.

Depois de uma década de queda do desmatamento na Amazônia, nos últimos anos os índices de destruição da floresta voltaram a subir. Temos mostrado, mês a mês, aqui no Conexão Planeta, notícias sobre o aumento de áreas devastadas, sobretudo nos estados de Mato Grosso, Rondônia, Amazonas, Roraima e Pará.

O que tem agravado ainda mais o combate ao desmatamento no Brasil é o enfraquecimento das políticas públicas de proteção ao meio ambiente. O governo federal tem cedido ao lobby das indústrias agropecuária e mineradora em troca de apoio para sua base em Brasília. Uma moeda de troca que tem sido responsável pela destruição de milhares de hectares de florestas no país.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar