Publicidade

Diário Liberdade

Fruto da auto-organizaçom popular, o clássico de Salvaterra de Minho atinge a ediçom número 32, com a legenda "que nom te silenciem".

Publicado em Galiza

Nos próximos dias 14, 15 e 16 de Setembro as montanheiras e montanheiros da AMAL temos umha cita inexcusável: como todos os últimos fins de semana do verao (e com este irám nove!), reunimo-nos num par de jornadas de convívio, caminhadas, jogos e conversa, que servirám para dar início à temporada de montanha 2018-2019.

Publicado em Galiza

O Washington Post só agora descobriu que a CIA publicou e distribuiu o romance épico de Boris Pasternak, Doutor Jivago, para debilitar moralmente a URSS, mas para os historiadores da Guerra Fria e os que viviam do outro lado da Cortina de Ferro, é uma notícia muito velha.

Publicado em Mundo

Benedicto Garcia Villar, sócio fundador da Associação José Afonso, activista antifranquista, um dos responsáveis pela chamada “Nova Canção Galega”, elemento essencial na formação, em 1968,do grupo “Voces Ceibes”, zarpou, hoje, para outras paragens.

Publicado em Galiza
Sexta, 25 Mai 2018 21:41

Solidariedade desde 1998

Saúde, companheiros e companheiras da Insumisa. Permitide que tenha o atrevimento de chamar-vos assim, apesar das distâncias sobre tudo geracionais.

Publicado em Opiniom Própria

O Quilombo apresenterá o seu projeto cultural a quarta-feira 25 de abril.

Publicado em Galiza

Este sábado, 24 de fevereiro, terá lugar o II Encontro de Mulheres Repentistas da Galiza em Vila de Cruzes, organizado pola comunidade educativa do IES Marco do Cambalhom.

Publicado em Galiza

Nasce a Associaçom José Afonso na Galiza para divulgar o seu legado reivindicativo que transcende as fronteiras do tempo

Publicado em Galiza
Segunda, 18 Dezembro 2017 18:55

Gerações sem memória

O que está acontecendo na América Latina agora, deve ser de vital importância para gerações de esquecimento. Todo mundo com 40 anos e menos é considerado parte da geração do esquecimento.

Publicado em Opiniom Própria

Entre o passado colonial e a independência revolucionária, do começo de uma nova democracia até um presente cheio de incertezas individuais, o cinema dos chamados Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (Palop) retrata uma realidade conhecida por poucos.

Publicado em Mundo

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar