Publicidade

Diário Liberdade
Quinta, 03 Mai 2018 12:15 Última modificação em Segunda, 07 Mai 2018 20:33

Governos neoliberais: retrocesso nas leis trabalhistas

Avalie este item
(2 votos)
País: América Latina / Laboral/Economia / Fonte: Rádio Havana Cuba

[Maria Josefina Arce] Com a chegada ao poder de governos neoliberais, a América Latina recuou quanto aos direitos dos trabalhadores. Em 2017, pelo terceiro ano consecutivo, o desemprego cresceu na região atingindo 8,4 por cento.

Um relatório da OIT – Organização Internacional do Trabalho – detalha que a média foi influenciada pela situação no Brasil, onde se acha perto de 40 por cento da força de trabalho da região, e a taxa de desemprego se situa em 13,1 por cento.

Levemos em conta que cinco meses depois de aplicada a reforma trabalhista do presidente Michel Temer no Brasil, disparou o número de desempregados que acabaram aumentando o bolsão de pobres.

Em janeiro passado, o total de trabalhadores com contrato formal foi de 33 milhões, ou seja, 1,7 por cento menos que um ano atrás, o que representou uma perda de 562.000 empregos formais.

A polêmica reforma trabalhista representou um recuo nos direitos dos trabalhadores conquistados durante décadas e consagrados na Constituição, denunciaram centrais sindicais brasileiras.

O governo de Maurício Macri, na Argentina, também está preparando mudanças no âmbito trabalhista, vistas como atentado contra os trabalhadores.

A proposta governamental evidencia vastos benefícios para os empresários que poderão contratar e dispensar o pessoal sem nenhum inconveniente se a reforma for aprovada.

Para os dirigentes sindicais “ são muito mais do que modificações às leis trabalhistas. Se pretende fixar as bases de uma mudança de paradigma nas relações trabalhistas que endurece a ofensiva ininterrupta do capital sobre o trabalho.

A isto se soma o aumento do número de desempregados nos dois anos de governo de Macri na Argentina.

Além do desemprego em sentido geral, há outros aspectos que devem ser levados em conta na hora de analisar a piora da situação da classe operária em algumas nações latino-americanas. Estamos falando concretamente no comportamento do índice de desemprego entre os jovens, a persistente desigualdade de gênero e os temas relativos à qualidade do emprego que contribuem para perpetuar a informalidade.

A Organização Internacional do Trabalho explica que a taxa de desemprego juvenil subiu de 18,9 por cento para 19,5 por cento em 2017, o que significa que um de cinco jovens economicamente ativos não consegue emprego. Estima-se que esta situação afeta uns 10 milhões de jovens.

Em nações como Bolívia, Cuba, Venezuela e Nicarágua os trabalhadores mantêm seus direitos e, inclusive, são adotadas ações encaminhadas a favorecer este segmento populacional e outros da sociedade, porém fora as nações, o panorama geral na América Latina é sombrio.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar