Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 13 Julho 2018 16:02 Última modificação em Sábado, 21 Julho 2018 19:14

OTAN usou munições com urânio empobrecido nos bombardeios sobre a Líbia em 2011

Avalie este item
(2 votos)
País: Líbia / Direitos nacionais e imperialismo / Fonte: Sputnik

Conforme um relatório de físicos nucleares líbios, entregue ao governo de acordo nacional em Trípoli, no decorrer dos bombardeamentos na Líbia em 2011 a OTAN usou armas com urânio empobrecido.

✍️Inscreva-se no canal do Diário Liberdade no Youtube

Segundo declarou à Sputnik o conselheiro do Comitê Líbio para o Meio-Ambiente e Comitê para Energia Atômica, Nuri al-Druki, "o relatório oficial, que prova o uso pela coalizão de munições com urânio empobrecido, foi entregue ao governo na quinta-feira [12]".

"Realizamos o estudo em uma das sedes do exército líbio que foi bombardeada pela OTAN. Lá foram detectados locais com um alto nível de radiação. Ao fazer medições precisas, revelamos que essa radioatividade é fruto do uso pela OTAN de mísseis com urânio empobrecido", ressaltou o conselheiro.

Ele disse que, junto com os seus colegas, pretende se dirigir à Agência Internacional da Energia Atômica e outras organizações internacionais para pedir ajuda na realização de estudos detalhados da existência de urânio empobrecido também em outras regiões da Líbia que foram bombardeadas pela coalizão ocidental.

O urânio natural consiste de isótopos, o principal dos quais é o U-238, ele também contém o isótopo U-235. O urânio que resta depois de separação do isótopo U-235 do minério de urânio se chama de empobrecido. Usam-no também na medicina e indústria militar. Existem evidências da capacidade deste resíduo da produção nuclear causar câncer e outras doenças graves.

A operação militar contra o governo de Muammar Kadhafi, conduzida pela OTAN em 2011, levou à guerra civil e dividiu o país em três partes com governos diferentes e vários grupos de militantes.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar