Publicidade

Diário Liberdade
Quarta, 24 Agosto 2016 11:45

Miséria na Romênia: Metade sobrevive com até 300 euros mensais Destaque

Avalie este item
(0 votos)
País: Roménia / Laboral/Economia / Fonte: Vermelho

O Ministério do Trabalho da Romênia publicou recentemente a atual estrutura salarial do país, cujos dados denotam a enorme desigualdade que existe no panorama trabalhista romeno, no qual, enquanto 47% dos assalariados recebe menos de 300 euros mensais por seu trabalho (24% sobrevive com menos de 200), somente 8% recebe mais de 500 euros líquidos mensais.

A estrutura salarial dos 4,7 milhões de trabalhadores (os que restaram dos mais de 8 milhões que havia em dezembro de 1989, após a destruição metódica e intencional de quase quatro milhões de empregos desde o golpe de estado que reinstalou o capitalismo) é a seguinte:

1) 853.425 trabalhadores (18%) recebem menos de 1049 lei brutos por mês, isto é 881 lei líquidos (190 euros por mês)

2) 284.695 trabalhadores (6%) entre 1049 e 1100 lei brutos por mês, isto é, entre 881 e 924 lei líquidos (190-205 euros por mês)

Portanto, 1.138.120 trabalhadores romenos (24%) recebem por seu trabalho menos de 205 euros por mês (líquidos).

3) 267.737 trabalhadores (5%), recebem entre 1100 e 1200 lei brutos por mês, isto é, entre 924 e 1008 lei líquidos (205-224 euros líquidos).

4) 452.441 trabalhadores (9%), recebem entre 1200 e 1400 lei brutos por mês, isto é, entre 1008 e 1175 lei líquidos (224-261 euros líquidos).

5) 359.957 trabalhadores (7%), recebem entre 1400 e 1600 lei brutos por mês, isto é, entre 1175 e 1344 lei líquidos (261-300 euros líquidos).

Isto é, 2.218.255 trabalhadores romenos, isto é, cerca de 47%, recebem menos de 300 euros por mês por seu trabalho.

6) 297.759 (6%), recebem entre 1600 e 1800 lei brutos por mês, isto é, entre 1344 e 1512 lei líquidos (300-336 euros líquidos).

7) 271.836 trabalhadores romenos (5%) recebem entre 1800 e 2000 lei brutos por mês, isto é, entre 1512 e 1680 lei líquidos (336-373 euros líquidos).

8) 641.554 trabalhadores romenos (14%) recebem entre 2000 e 2682 lei brutos por mês, isto é, entre 1680 e 2250 lei líquidos (373-500 euros líquidos).

Assim, cerca de 25% dos romenos recebem entre 300 e 500 euros líquidos por mês por seu trabalho, enquanto cerca de 47% recebe menos de 300. Em resumo, cerca de 72% dos romenos recebem menos de 500 euros por mês, enquanto que só 28% ganha mais que isso.

Estes 28% estão subdivididos assim:

9) 660.618 trabalhadores (14%) recebem entre 2682 e 4000 lei brutos por mês, isto é, entre 2250 e 3360 lei líquidos (500-746 euros líquidos).

10) 136.944 trabalhadores (3%) recebem entre 4000 e 4500 lei brutos por mês, isto é, entre 3360 e 3780 lei líquidos (746-840 euros líquidos).

11) 96.015 trabalhadores (2%) recebem entre 4500 e 5000 lei brutos por mês, isto é, entre 3780 e 4200 lei líquidos (840-933 euros líquidos).

12) 70.091 trabalhadores (2%) recebem entre 5000 e 5500 lei brutos por mês, isto é, entre 4200 e 4620 lei líquidos (933-1026 euros líquidos).

Portanto, dos 28% de trabalhadores que recebem mais de 500 euros por mês, 20% recebe entre 500 e 1000, enquanto 8% superam esta última quantidade.

Para terminar com a estrutura salarial romena:

-1.138120 trabalhadores (24%) recebem por seu trabalho menos de 205 euros por mês (líquidos).

-2.218.255 trabalhadores romenos, isto é, cerca de 47%, recebem menos de 300 euros por mês por seu trabalho.

-Cerca de 25% dos trabalhadores romenos recebem entre 300 e 500 euros líquidos por mês por seu trabalho, enquanto que cerca de 47% recebe menos de 300. Em resumo, cerca de 72% dos romenos recebem menos de 500 euros por mês, enquanto que apenas cerca de 28% recebe mais desta quantidade.

-De 28% dos trabalhadores romenos que recebem mais de 500 euros por mês, 20% ganha entre 500 e 1000, enquanto só 8% supera esta última quantidade.

Fonte: Blog Un Vallekano in Rumania

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar