Publicidade

Diário Liberdade
Sábado, 29 Outubro 2016 13:46 Última modificação em Terça, 01 Novembro 2016 23:26

Independentismo andaluz lembra Constituiçom de Antequera e leva reivindicaçons às ruas

Avalie este item
(0 votos)
País: Andaluzia / Direitos nacionais e imperialismo / Fonte: Diário Liberdade

É o 133º anversário da aprovaçom do primeiro projeto constitucional contemporáneo para a Andaluzia, a conhecida como Constitución de Antequera.

Com essa lembrança, várias organizaçons do país sul-europeu reivindicárom o texto em atos organizados hoje e amanhá (29 e 30 de outubro) em Sevilha. Lembram que a de Antequera foi umha constituiçom "fundamentada na soberania andaluzia e as necessidades do Povo Trabalhador Andaluz".

Do Comité Organizador das segundas Jornadas por la Constitución Andaluza lembram que "os andaluzes temos já a nossa própria Constituiçom que é a Constituiçom Andaluza de 1883", e acrescentam "Nom necessitamos a Constituiçom [espanhola] de 1978 que nos pujo novas correntes" como "desde fai séculos".

As jornadas começárom esta manhá com umha mobilizaçom na capital andaluza, e nas mesas que seguirám tratar-se-ám temáticas como a cultura popular, a economia alternativa para umha Andaluzia livre e haverá debate político sobre como caminhar para a libertaçom nacional.

Umha constituiçom soberanista, social e feminista

O artigo primeiro daquela constituiçom, assinada em 1883, estabelecia que “Andaluzia é soberana” e que “nom recebe o seu poder de qualquer outra autoridade exterior”.

Ainda, propunha como objetivo da naçom andaluza “preparar a chegada da verdadeira igualdade social, mediante a independência económica do povo”, reconhecia, entre outros, “o direito ao trabalho” (…) à "instruçom gratuita” (…) “à propriedade limitado polos direitos sociais” (…) e ao “sufrágio universal permanente”, ou “a independência civil e social da mulher”.

Umhas propostas que, sem ser abertamente revolucionárias no social, som sim muito avançadas frente ao atual quadro neoliberal.

Hoje, Andaluzia sofre a opressom de Madrid, tal como vários outros países na Península Ibérica, embora as reivindicaçons dessa naçom tenham ficado num segundo plano quando comparado às galegas, catalás ou bascas. As jornadas tencionam recuperar e atualizar o texto constitucional com o alvo de "libertar a Andaluzia e a Humanidade".

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar