Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Segunda, 10 Julho 2017 18:16

Incêndios: uma fatalidade?

Avalie este item
(0 votos)
País: Portugal / Consumo e meio natural / Fonte: POUS

Posicionamento do POUS após o incêndio de Pedrógão Grande.

Dezenas de anos de políticas de abandono das florestas! Dezenas de anos de subordinação dos governos de direita e de esquerda às celuloses!

O povo está chocado e indignado com a tragédia que se abateu sobre Pedrógão Grande e as circunstâncias em que 64 pessoas perderam a vida, 47 das quais colhidas pelas chamas dos eucaliptos plantados à beira da Estrada Nacional nº 236-1 por onde circulavam.

O Presidente da República e António Costa, em “encenações mediáticas”, procuraram diluir responsabilidades e encontrar “bodes expiatórios”, para esta tragédia que horrorizou e enlutou o país.
É o resultado de dezenas de anos de políticas de abandono das florestas e de desprezo pelas populações rurais, de políticas de desordenamento e desertificação do interior, de políticas de
desmantelamento dos serviços públicos (Serviços Florestais), de políticas de floresta “desenhadas” à medida e no interesse das celuloses — por parte dos sucessivos governos de direita e de esquerda.

Os sucessivos governos, de direita e de esquerda, são os principais responsáveis.

Pode-se aceitar que se subordine o património florestal, aos interesses das celuloses, colocando, inclusivamente, em risco os bens e a vida das pessoas?

Os interesses das populações e a vida das pessoas estão primeiro lugar!

O que se espera dos deputados é que, com carácter de urgência, deliberem no sentido de exigir ao Governo de António Costa que assuma o compromisso escrito, visando:

‣ Suprir, até ao final de 2017, os recursos financeiros, a todas as populações atingidas, que lhes permitam reconstituir, integralmente, o respectivo património, total ou parcialmente, destruído;

‣ Reabertura dos serviços públicos encerrados, nas cidades e vilas do interior;

‣ Medidas que garantam o escoamento dos produtos agrícolas e florestais a preços justos, nomeadamente do material lenhoso queimado;

‣ Revogação da lei que liberaliza a plantação de eucaliptos;

‣ Proibição do aumento da área de eucaliptal;

‣ Atribuição da propriedade e gestão, tanto dos baldios como dos terrenos abandonados, às comunidades locais, para seu usufruto exclusivo;

‣ Proibição da permuta de eucaliptais ou de qualquer outra forma de concentração;

‣ Criação de incentivos compensatórios aos produtores florestais que plantem espécies autóctones, resistentes ao fogo, para protecção dos bens e da vida das populações;

‣ Abertura de corredores de acesso às florestas e criação de faixas de protecção entre a floresta, as estradas e o meio urbano;

‣ Reactivação dos Serviços Florestais, repondo os efectivos do corpo de guardas florestais, recolocandoos no terreno em acções de prevenção, fiscalização e vigilância;

‣ Criação das equipas de sapadores florestais em falta e construção/reparação das redes viárias primárias e secundárias que garantam, às populações, acessibilidades em segurança.

As populações atingidas têm o direito de se mobilizar para o exigir!
Lisboa, 25/6/2017

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar