Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Quinta, 08 Março 2018 23:35

Um combatente que parte: Faleceu, com 93 anos, o coronel Varela Gomes

Avalie este item
(0 votos)
País: Portugal / Antifascismo e anti-racismo / Fonte: Jornal Mudar de Vida

João Varela Gomes começou por se destacar no combate à ditadura ainda no tempo de Salazar.

 Nos anos de chumbo em que se inicia a guerra colonial, participa na revolta de Beja, na madrugada de 1 de Janeiro de 1962. O assalto ao Regimento de Infantaria 3 pretendia ser rastilho para que mais unidades militares se rebelassem; e, nesse aspecto, segue a linha de outras tentativas de subversão do regime que fazem do “acto exemplar” e do golpe militar a via para o derrube do fascismo. Isolada, a revolta fracassa, mas deixa o sinal de que a ditadura podia e devia ser enfrentada também à mão armada.Varela Gomes fica gravemente ferido, é julgado em 1964 e condenado a pena de prisão pela ditadura.

Doze anos mais tarde, já com o regime marcelista em decomposição, sobretudo por força do desgaste provocado pelas guerras de libertação nacional, faz parte dos militares de Abril que derrubaram a ditadura. Mantém vivo o sentido de vigilância antifascista combatendo o golpe spinolista de 28 de Setembro de 1974 e, pouco depois, o golpe, igualmente de inspiração spinolista, de 11 de Março de 1975.

Integra, nos meses do Verão Quente que se seguem, a ala esquerda do MFA, que acabaria derrotada e afastada dos cargos de poder por mais um golpe: o de 25 de Novembro. Este, meticulosamente montado, foi, como se sabe, operacionalizado pela ala direita do MFA (liderada pelo Grupo dos Nove), apoiado pelos serviços secretos norte-americanos e alemães, e suportado internamente por uma ampla coligação de direita que ia dos grupos fascistas ao PS soarista.

Alvo de mandado de captura, Varela Gomes foge então do país, passando por Espanha e Cuba e estabelecendo-se em Angola. Só regressa em finais de 1979 quando entrou em vigor uma lei de amnistia.

Nunca aceitou, porém, render-se ao 25 de Novembro, nem à tão louvada “democracia representativa” então imposta e cujos frutos podres estão à vista. Chamava ele a essa democracia — “filofascista”. Nesse sentido, fez parte dos que classificam o novembrismo como aquilo que foi: uma contra-revolução destinada a esmagar a iniciativa popular que floresceu nos breves 19 meses de Abril a Novembro.

Hoje, dia 28, realiza-se o velório na Basílica da Estrela, em Lisboa, e amanhã o corpo será cremado no cemitério do Alto de São João.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar