Publicidade

Diário Liberdade

Ao menos 819 mil e 749 cubanos residentes no país viajaram ao exterior por razões pessoais nos últimos cinco anos, desde a atualização da legislação migratória em janeiro de 2013, revelam nesta quarta (17) dados oficiais.

Publicado em América Latina

No marco da campanha Galega, Jovem e Rebelde Organiza-te para vencer, desde BRIGA Compostela organizam um debate sobre o efeito do turismo na cidade de Compostela e como afeta à cidadania a gentrificaçom dos espaços públicos, o impato nas vizinhanças das óticas e planos urbanisticos, assim como a precarizaçom do emprego e a perda de identidade nos bairros.

Publicado em Galiza

Impactos e resistências nas cidades do sul da Europa: Barcelona, Lisboa, Palma de Maiorca.

Publicado em Portugal

Alojamento turístico tem um significativo crescimento em 2016, com receitas totais a subirem para 3,1 mil milhões de euros, segundo dados do INE. Ao mesmo tempo, é também significativa a situação precária vivida pelos trabalhadores do sector.

Publicado em Portugal

[Valter Xéu] Com o plano do governo em construir 19 mil habitações, Holguin se destaca como o quarto polo da indústria do turismo em Cuba, vindo logo atrás de Havana, Varadero e Jardins do Rei, levando Manoel Marrero,  ministro do turismo cubano a enfatizar de que o mundo quer ir fazer turismo em Cuba e o ministério trabalha no sentido de dotar os polos turísticos de toda infraestrutura para receber bem quem os visita.

Publicado em América Latina

Malia o importante papel do património arqueolóxico na construción da sociedade ocidental contemporánea, as políticas  para a proteción e promoción do património cultural galego non estiveron nunca a altura do acervo xa coñecido e

Publicado em Galiza

A Confederação do Turismo está esta terça-feira reunida em Lisboa para celebrar o magnífico desempenho do turismo. Há vários anos que o setor cresce e 2016 pode ser o melhor ano

Publicado em Portugal

O Foro do Camiño, do que fai parte ADEGA e conformado por 30 organizacións defensoras dos Camiños de Santiago, vén de enviar un informe ao Comité Nacional Español do ICOMOS para denunciar as obras que a Axencia de Turismo de Galicia está a promover nos Camiños Norte e Primitivo de Santiago. Aínda que van disfrazadas baixo eufemismos como “acondicionamento, recuperación e mellora” das vías medievais, as obras, que xa alteraron 12 quilómetros da traza histórica nunha primeira fase e que se pretenden continuar ao longo de toda a senda durante os vindeiros meses, atentan contra a fisonomía tradicional dos vellos camiños históricos de peregrinaxe que acolle tanto o contido físico e tanxible dos Camiños de Santiago, como o seu carácter espiritual, simbólico, histórico e cultural.

Publicado em Galiza

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar