Publicidade

Diário Liberdade

[Rafael Silva] Lugar de mulher é na política? A resposta a essa pergunta é desafiadoramente afirmativa na contemporaneidade. Entretanto, ao longo da história, a coisa foi bem diferente. Desde o seu surgimento, na Grécia antiga, a política sempre foi coisa de homem. E se hoje a política não mais é exclusividade masculina, temos aí a prova material de que as mulheres tem plena capacidade para revolucionar a realidade. Não à toa, atualmente, metade do governo do Canadá é composto por mulheres. Sem se intimidar com o peso fálico do passado, o primeiro ministro canadense, Justin Trudeau, tem orgulho em dizer que no seu país é assim “porque estamos no século XXI”.

Publicado em Opiniom Própria

Membras do Secretariado Europeo, o Comité Internacional , o Secretariado Internacional e a Coordenadora Galega da Marcha Mundial das mulleres apresentan os tres días de debate nos que o movemento avaliará a situación política en europa e preparará a axenda política dos próximos anos.

Publicado em Galiza
Sábado, 28 Mai 2016 03:21

Machismo extremo: estupro

[Rafael Silva] Uma menina brasileira de 16 anos foi à casa do namorado que havia conhecido na escola fazia três anos. Era sábado. Ela lembra de estar à sós com o garoto e de, de repente, acordar nua e dopada, em uma outra casa, com 33 homens armados que, não satisfeitos em terem-na estuprado coletivamente, ainda por cima a fotografavam e filmavam para então postarem esses “troféus” imagéticos perversíssimos nas redes sociais. Já era domingo. Porém, somente na terça-feira a garota voltou para casa, descalça, descabelada e com uma roupa masculina toda rasgada, sem dizer nada aos seus pais, tamanha a vergonha que sentia.

Publicado em Opiniom Própria
Se esses dados não foram ainda assustadores o suficiente, há ainda pesquisas que mostram que cerca de 15% dos estupros no país são coletivos, que em até 40% dos casos há drogas envolvidas e em 70,1% as vítimas tinham menos de 18 anos.
Publicado em Brasil

No marco da campaña conxunta con BDS-Galiza realízanse neste 24 de maio diversas accións no país reivindicando o Día Internacional das Mulleres pola Paz e o Antimilitarismo, falando das mulleres nos conflitos, das refuxiadas, e facendo especial fincapé na situación das mulleres Palestinas.

Publicado em Galiza

O vindeiro sábado 7 de maio terán lugar en Lugo as II Xornadas de "Coeducar en igualdade", ao abeiro do convenio de formación asinado polo sindicato STEG coa Consellería de Educación da Xunta de Galicia.

Publicado em Galiza

[Bia Cardoso] Apesar da música cantada por Baby do Brasil, sabemos que pouquíssimos dias são dias de índio.

Publicado em Brasil

[Texto escrito por Carlos C. Varela e ilustrado por MC.] No Verão de 1901, Mário e Marcela, um jovem casal galego, chegava ao Porto para encetar uma nova vida; primeiro estabelecer-se-ão na pousada A Mesquita, na rua do Bonjardim e, depois, noutra da praça da Batalha. Marcela começará a trabalhar no Café Lisbonense, cujos proprietários a apreciam muito, correndo tudo bem para o casal até que um espanhol os delata à polícia: Mário, na realidade, era Elisa, uma mulher. A partir daí, os seus genitais tornar-se-ão um campo de batalha: entre o amor lésbico e o heteropatriarcado, mas também entre projectos nacionais divergentes. E a luta de Elisa e Marcela, minuciosamente reconstruída por Narcisco de Gabriel (2008) – e divulgada pelo recentemente falecido Eduardo Galeano (2012) – merece um posto de destaque na história queer de Portugal.

Publicado em Portugal

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar