Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 17 Março 2017 08:57 Última modificação em Sexta, 17 Março 2017 15:26

62 mortos no Peru: mais uma tragédia

Avalie este item
(0 votos)
País: Brasil / Repressom e direitos humanos, Consumo e meio natural / Fonte: Esquerda Online

Por: Igor Dantas, Rio de Janeiro, RJ

O Peru, país que faz fronteira com o Brasil, vêm sofrendo desde o início do ano com um dos maiores desastres naturais dos últimos

anos. De acordo com o Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci) já são 62 mortos confirmados, dezenas de feridos e mais de 62 mil afetados por chuvas e inundações. Ao todo, 24 regiões do país estão sofrendo com as enchentes. A mais afetada delas é Piura, fronteira com o Equador, onde ocorreu o maior volume de chuva em 50 anos.

Infelizmente, situações calamitosas como essa não são novidade na América do Sul, e no Brasil também, consequentemente. Os verões da região são marcados por fortes chuvas e a falta de infraestrutura para conter e prevenir desastres como esse é latente.

Ano após ano, teme-se por um novo desastre, principalmente aqueles que moram em regiões próximas a rios, ou em encostas com riscos de desabamento. Em 2011, a Região Serrana do estado do Rio de Janeiro sofreu o maior desastre climático que se tem registro no território brasileiro. Foram 905 mortos e milhares de desalojados oficialmente. No entanto, moradores e até especialistas afirmam que os números podem ser muito maiores. Até hoje, as cidades de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e região sofrem com consequências disso.

Seriam essas tragédias mero acaso do destino, ou impossíveis de conter? Ou por trás desses fatos desoladores podemos apontar falta de investimentos necessários em planejamento urbano, infraestrutura, segurança e saúde públicas? Até que ponto ocorrência de mudanças climáticas causadas pela ação do homem não potencializam esses riscos?

O capitalismo é comprovadamente um sistema que vêm exaurindo os recursos naturais e gerando mudanças climáticas, ainda que no centro do sistema, o presidente dos EUA queira negar esse fato. Além disso, países periféricos, como os latino-americanos, sofrem com a falta de investimento nas áreas supracitadas e com o completo descaso com as populações que vivem em áreas de risco, muitas vezes por não terem condições financeiras de arcar com uma mudança e o custo de vida em áreas mais habitáveis.

Quantos terão de morrer até que se perceba a gravidade desse tema em nossa região? Aos irmãos e irmãs peruanos fica a nossa solidariedade e um desejo de força para resistir a esse desastre “natural”, nem tão natural assim. #FUERZAPERU

Foto: Reprodução CatVEHD

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar