Publicidade

Diário Liberdade
Quinta, 23 Agosto 2018 11:18 Última modificação em Segunda, 27 Agosto 2018 22:54

Venezuela: Congresso Constituinte da classe operária vai garantir recuperação econômica

Avalie este item
(1 Voto)
País: Venezuela / Laboral/Economia / Fonte: AVN

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, convocou nesta quarta-feira a classe trabalhadora a um Congresso Constituinte, com o objetivo de buscar ações e definir os termos que permitam garantir a recuperação econômica do país.

"Convoco toda a classe operária para que instalemos um grande congresso constituinte para debater os termos do programa de recuperação econômica e os termos da participação nesta batalha pela recuperação e revolução produtiva da Venezuela. Convoco toda a classe operária ao Congresso Constituinte", afirmou o chefe de Estado em transmissão conjunta de rádio e televisão.

No Palácio de Miraflores, em Caracas — durante uma reunião com membros dos sindicatos — Maduro enfatizou que no encontro, que deve ser realizado nos próximos 15 dias, devem sair propostas concretas que permitam criar o caminho do crescimento e estabilidade econômica.

"A classe operária (deve ser) o motor verdadeiro, real, concreto (...) de uma revolução econômica produtiva, que estabilize o país e o coloque no caminho do crescimento, prosperidade, tranquilidade, felicidade econômica que tem tem direito nosso povo", destacou.

O Plano de Recuperação, Crescimento e Prosperidade Econômica consta de nove linhas de desenvolvimento, que foram elaboradas após propostas apresentadas por setores econômicos de mais de 60 países.

"Este programa de recuperação econômica nasceu da experiência destes anos na luta contra o modelo de guerra econômica", afirmou o mandatário venezuelano.

"Chegamos a um ponto onde se esgotou o modelo de guerra econômica e havia que dar um passo adiante em um programa de recuperação", acrescentou.

Maduro recordou que o governo realizou aproximadamente 40 aumentos salariais para enfrentar a guerra econômica da direita.

O Carnê da Patria também foi criado para atender os setores mais vulneráveis. No entanto devido à guerra não convencional — caracterizada pela especulação e os sobrepreços —  não atendia as necessidades da população, que esteve  "três anos em resistência, na defensiva, frente a decisões da oligarquia econômica e a guerra econômica nacional e internacional".

"Com o sala?io mínimo não se podia comprar nem 100 gramas de queijo, como se defenderia o povo? Com os Clap (Comitês Localis de Abastecimento e Produção), com os bônus do canê da pátria e esticando na rua por grãozinhos o salário e o ticket alimentação", disse.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar