Publicidade

Diário Liberdade
Segunda, 12 Março 2018 21:37 Última modificação em Sábado, 14 Abril 2018 14:44

Venezuela recebeu mais migrantes brasileiros do que Brasil recebeu venezuelanos entre 2015 e 2017 (correção) Destaque

Avalie este item
(3 votos)
País: Venezuela / Migraçons / Fonte: Diário Liberdade

Em 3 de março, o Diário Liberdade publicou uma matéria em que afirmava que a Venezuela recebeu mais migrantes brasileiros do que o Brasil havia recebido venezuelanos no ano de 2017. Entretanto, como alguns leitores observaram, houve uma confusão nos dados.

Na verdade, haviam 6.119 imigrantes brasileiros na Venezuela e 3.515 venezuelanos no Brasil até a metade de 2017, e não a partir do início de 2017, segundo relatório divulgado em dezembro pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, que pode ser baixado aqui.

O relatório abarca o període de 1990 até 2017, dividindo o acumulado de migrantes a cada cinco anos. Sendo assim, em 2000 a Venezuela tinha 1.013.663 imigrantes em seu território, dos quais 4.828 eram brasileiros. Por sua vez, o Brasil tinha 684.596 imigrantes, sendo 2.167 provenientes da Venezuela.

Leia também:

Globo manipula situação na fronteira com a Venezuela

Especialista da ONU: Na Venezuela não há crise humanitária [Vídeo]

As facetas da guerra dos EUA contra a Venezuela

No último período (2015-metade de 2017), houve um aumento de 93 brasileiros que migraram para a Venezuela, enquanto que 90 venezuelanos fizeram o caminho inverso, de acordo com os dados oficias compilados pela ONU.

Em 2015, o país caribenho tinha 1.404.448 imigrantes, dos quais 6.026 saíram do Brasil. Já na primeira metade de 2017, eram 1.426.336 os imigrantes que viviam na Venezuela, dos quais 6.119 eram brasileiros.

Também em 2015, o Brasil tinha 716.568 imigrantes (3.425 venezuelanos). Até a primeira metade de 2017, o número total de imigrantes era de 735.557 e o de venezuelanos era de 3.515.

Já em comparação com a Colômbia, o número de cidadãos desse país que migraram para a Venezuela entre 2015 e a metade de 2017 passou de 973.315 para 988.483, enquanto que o de venezuelanos que foram viver no país vizinho pulou de 48.714 para 49.829.

Emigrantes

Por outro lado, o número de cidadãos que saíram da Venezuela para viver em outros países era de 320.040 no ano 2000. Na primeira metade de 2017, era de 657.439, o que significa que a cifra mais do que dobrou.

Entre 2015 (pouco após o início da crise econômica no país) e a metade de 2017, o crescimento no percentual de emigrantes foi de 2,6%, menor do que o do Brasil no mesmo período (3,5%) – o gigante sul-americano tinha 1.612.860 emigrantes em 2017, 66,4% a mais do que em 2000.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar