Publicidade

Diário Liberdade

A violência verbal, física, psicológica, sexual e os assassinatos contra mulheres de todas as idades no Brasil continua sendo um flagelo humilhante e que não representa a força, mas a fraqueza dos homens.

Publicado em Brasil

No dia 8 de abril completou-se um mês do feminicídio de 41 meninas, as quais o Estado da Guatemala torturou e queimou vivas. Também em 8 de abril apareceu o corpo de Micaela García, uma menina argentina membro do Movimento Evita, que havia desaparecido alguns dias atrás.

Publicado em Opiniom Própria

A vítima salvou a vida e está a receber atençom médica. O ex-companheiro dela foi detido.

Publicado em Galiza
Quinta, 13 Outubro 2016 16:32

América Latina, terra de feminicidas

[Ilka Oliva Corado, Tradução de Raphael Sanz] A violência emocional e física que vivemos enquanto mulheres é o pão nosso de todos os dias na América Latina. Todos os dias nos acossam, nos insultam, nos golpeiam, sofremos violações sexuais, nos torturam, nos mutilam e nos deixam jogadas em sargetas e terrenos baldios, como desperdícios em latas de lixo. Nos desaparecem em fossas clandestinas. Todos os dias nós, mulheres latino americanas, enfrentamos o medo e temos que vencê-lo para sair das nossas casas e ir estudar e trabalhar. E pensar que está latente que este seja o último dia que vejamos nossa família, porque algo pode acontecer no caminho. Meninas e adolescentes estão em perigo constante devido à vulnerabilidade da idade e à ameaça que representa uma sociedade doente de “patriarcadite” e insensível diante da violência de gênero.
Publicado em Opiniom Própria

[Flavia Biroli] A lei do feminicídio foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff, em 9 de março de 2015. A defesa de que o feminicídio fosse incluído entre as formas qualificadas de homicídio no Código Penal Brasileiro foi um desdobramento da CPMI da Violência Contra a Mulher no Brasil e do Projeto de Lei 292, do Senado Federal, de 2013.

Publicado em Brasil

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar